Mulher é morta e tem seu corpo abandonado em canavial em Fernandópolis

1028

O marido, que foi preso em um bairro de Rio Preto (SP), confessou o crime.

Da Redação

Aline Gonzales de 30 anos foi morta asfixiada e teve seu corpo abandonado em um canavial em Fernandópolis (SP) na noite desta terça-feira (8). Segundo a polícia, o suspeito do crime, Bruno Leal de 31 anos, é o marido dela.

De acordo com a polícia, o crime começou a ser desvendado quando a Polícia Militar de São José do Rio Preto (SP) encontrou um homem chorando no bairro Eldorado.

A polícia disse que ele confessou ter matado a mulher e que jogou o corpo em um canavial, próximo ao Aeroporto de Fernandópolis. A polícia de Rio Preto acionou a PM de Votuporanga, que foi até o local indicado e encontrou o corpo de Aline Gonzales.

Para a polícia, o suspeito disse que eles tiveram uma discussão em casa, no bairro São Francisco, em Fernandópolis, e ele deu um mata-leão (golpe de estrangulamento realizado pelas costas) na mulher, que acabou morrendo.

Bruno Leal era interditado judicialmente por envolvimento com drogas e Aline era a sua Curadora, ou seja, responsável pelas ações e interesses legais do marido, já que ele era considerado incapaz pela Justiça.

Bruno foi preso e se encontra à disposição da Justiça. Ele poderá responder por ferminicídio e ocultação de cadáver.