Meidão quer proibir inaugurações de obras públicas que não estejam prontas

193

Mehde Meidão Slaiman Kanso, presidente do Legislativo Municipal, é autor do projeto de lei número 4 de 2020, quer garantir que “as obras sejam concluídas com qualidade, sem pressa para serem inauguradas e assim atendam às necessidades reais da população”. O texto pode entrar em votação na primeira sessão ordinária de 2020, no próximo dia 27.

Em sua justificativa, Meidão explica que não é incomum agentes políticos realizarem “verdadeiros cortejos” à população em cerimônias festivas ou mesmo solenes para inauguração de obras que não atendem as condições mínimas de serem inauguradas. “Não resta outra opção senão a moralização através do oferecimento, em favor do povo, de uma proposta que proíba qualquer tipo de solenidade para inauguração de obras públicas que não estejam devidamente completas ou que não atendam ao que se destinam”, justificou o parlamentar.