Governo informa FPF de que Campeonato Paulista vai ser paralisado; pausa inicial é de uma semana

306

Decisão deve ser anunciada pelo governador João Doria nesta quinta-feira; clubes debatem jogar em outros Estados.


A FPF (Federação Paulista de Futebol) foi informada pelo governo de São Paulo de que o futebol vai parar no Estado por ao menos uma semana. 

A decisão contraria a Federação, que havia se manifestado favorável à continuação do Campeonato Paulista. Os clubes da primeira divisão vão se reunir às 15h desta quinta-feira para debater os próximos passos, o que inclui a possibilidade de jogar em outros Estados. A Federação vai se pronunciar depois disso. 

O anúncio da paralisação deve ser feito pelo governador João Doria (PSDB) em entrevista coletiva no começo da tarde. A tendência é de que a medida valha, inicialmente, de 15 a 21 de março – da próxima segunda-feira até domingo. Com isso, o jogo desta noite, entre Palmeiras e São Caetano, será mantido, assim como a rodada do próximo fim de semana. 

– Teremos que adotar medidas ainda mais restritivas de distanciamento social para diminuir a circulação do vírus no estado de SP. É a única forma para tentarmos, neste momento, conter a aceleração das mortes e evitar que tantas famílias sejam devastadas – disse Doria em um vídeo divulgado em suas redes sociais. 

O Paulistão teve disputadas as três primeiras rodadas, de um total de 12, na fase de grupos. A paralisação repetirá o que aconteceu no ano passado, quando o campeonato parou em 16 de março, conforme se propagava a pandemia do novo coronavírus no Brasil. Daquela vez, porém, a competição só retornou em 22 de julho, mais de quatro meses depois. 

A proibição valerá para jogos, mas treinos devem seguir liberados. Além do Campeonato Paulista, estão em andamento a Copa do Brasil e a Libertadores da América. 

A ideia de parar o futebol vinha sendo analisada nos últimos dias, devido ao agravamento do quadro epidemiológico no Estado. Havia a expectativa de que o anúncio já ocorresse nesta quarta – o governo decidiu esperar, mas deixou claro que poderia acontecer a qualquer momento. 

Até esta quarta-feira, São Paulo havia registrado 62.570 mortes por Covid e mais de 2 milhões de casos. A ocupação de UTI está em 83% no Estado. Na terça-feira, foi registrado o recorde de registro de óbitos pelo novo coronavírus em um mesmo dia no território paulista em toda a pandemia: 517 vidas perdidas. 

Conversas

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo, Delegado Olim, disse que recebeu a confirmação da paralisação do secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e que em seguida comunicou a decisão ao presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos. 

Na última quarta-feira, em apresentação de relatório sobre medidas de prevenção à Covid, o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, afirmou que partidas da Copa do Brasil marcadas para estados em restrições seriam disputadas em locais onde não há proibição. Em São Paulo, Mirassol e Red Bull Bragantino têm confronto marcado para o dia 18 de março, em Mirassol. 

*Com informações do globoesporte