Genival Lacerda morre aos 89 anos por complicações da Covid-19 

476
Genival Lacerda é o convidado da edição

O artista estava internado na UTI de um hospital particular do Recife/PE desde o dia 30 de novembro em estado grave e respirava com a ajuda de aparelhos.


O cantor Genival Lacerda, de 89 anos de idade, morreu na manhã desta quinta-feira (7) por complicações da Covid-19. As informações são de Cacá Barbosa, da BandNews FM. 

O artista estava internado na UTI de um hospital particular do Recife/PE desde o dia 30 de novembro em estado grave e respirava com a ajuda de aparelhos. 

A morte de Genival foi comunicada pela manhã em uma curta mensagem na internet pelo filho dele, Genival Lacerda Filho. “Painho faleceu”, escreveu. 

Paraibano de Campina Grande, Genival Lacerda foi morar em Pernambuco na década de 50 e começou a carreira em 1955, aos 24 anos de idade, com o disco de 78 rotações intitulado “Côco de 56”. 

Ele era concunhado de Jackson do Pandeiro e, em 1964, a convite dele, mudou-se para o Rio de Janeiro, gravando um LP e cantando em casas de forró. 

Em 1975 gravou o primeiro de seus maiores sucessos, Severina Xique-Xique, de autoria dele com João Gonçalves. 

Genival eternizou ainda outras canções como “Radinho de Pilha” e “De Quem é Esse Jegue”. 

Com mais de setenta discos gravados, Genival ainda cumpria agenda de shows até maio do ano passado, quando sofreu um AVC isquêmico.