Espaços culturais têm programação de atividades online e gratuitas até 30 de março

229

Instituições do Governo têm programação virtual para toda família assistir de casa neste momento de isolamento social.


Espaços e atividades culturais do Governo do Estado, como museus, bibliotecas, centros culturais, cinemas, casas de show e teatros, que estão desde o último sábado (6/3) fechados ao público, devem permanecer realizando apenas programação virtual, em princípio, até 30 de março. Para conhecer todo o roteiro cultural do Estado, acesse o site www.cultura.sp.gov.br/ ou a plataforma #CulturaEmCasa: www.culturaemcasa.com.br. 

Confira algumas atividades online para aproveitar em casa:

  • Virada SP Online São José do Rio Preto 

Neste sábado, 20/3, a plataforma #CulturaEmCasa transmite a 10ª #ViradaSPOnline de 2021. O evento, realizado em parceria com a cidade de  São José do Rio Preto, vai apresentar ao público a diversidade cultural da cidade por meio de diversas atrações que poderão ser conferidas a partir das 12h e até à 0h. Ao vivo do Teatro Sérgio Cardoso serão realizados os shows da cantora Vanessa da Mata e do rapper Max B.O. O evento se consolidou no calendário cultural do estado de São Paulo, reunindo grandes nomes de diferentes linguagens artísticas e divulgando a cultura local das cidades paulistas para todo Brasil.

  • São Paulo Companhia de Dança (SPCD)  

A São Paulo Companhia de Dança oferece uma série de atividades gratuitas e online de 23 a 30 de março. Entre elas está Aula Aberta – Balé Clássico Intermediário, com Artemis Bastos, no dia 23/3, às 16h; Preparação Corporal para Dança, por Joca Antunes, dia 25/3, às 16h e Oficina de Balé Clássico Intermediário, com Lars Van Cauwenbergh, dia 30/03, às 10h. Verifique mais informações nas redes sociais da SPCD.

  • Bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos  

Para a criançada aproveitar o momento em família, a tradicional contação de histórias para incentivar a leitura e o desenvolvimento criativo “Lê no Ninho”, das bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos é uma das opções. A atividade está na quarta temporada, com vídeos focados no livro infantil, trazendo luz aos autores com ilustrações e informações para toda família. Acontece aos domingos 21 e 28 de março, às 11h, pelo Facebook das duas Bibliotecas BSP e BVL.

  • Biblioteca Parque Villa-Lobos 

No dia 22/3, das 19h às 20h, haverá o bate-papo “Segundas Intenções”, com Edney Silvestre, escritor, jornalista e dramaturgo ganhador do prêmio Jabuti e São Paulo de Literatura, ambos em 2019, pelo romance “Se eu fechar os olhos agora”. O encontro virtual será pelo Facebook da Biblioteca Parque Villa-Lobos e terá mediação de Manuel da Costa Pinto, que também é jornalista, escritor e crítico literário.

  • Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo  

Para quem quer estar mais atualizado com o universo livreiro, o SISEB está com inscrições abertas para cursos online e gratuitos neste mês. São eles: Curso A Arte da Fala – sobre silêncios, escutas, dizeres, no dia 18/3, das 15h às 17h30; Webinar Marketing em mídias sociais para bibliotecas – um olhar sobre o digital, no dia 25/3, das 15h às 17h, ministrado por Mayara Cabral; Bibliotecas digitais: acervos, plataformas e direitos autorais, no dia 30/3, das 15h às 17h. As vagas são limitadas e, para mais informações, acesse o site: www.siseb.sp.gov.br/agenda/

  • Casa Mário de Andrade  

Exposição “Morada do Coração Perdido”, na Casa Mário de Andrade, revela a residência do autor e  pode ser conferida no site do espaço: http://casamariodeandrade.org.br/morada-coracao-perdido/#nicho2 

  • Casa Guilherme de Almeida  

O acervo do museu Casa Guilherme de Almeida também está disponível por tour virtual : https://www.casaguilhermedealmeida.org.br/museu/visita-virtual.php  e faz parte do Google Art Project https://artsandculture.google.com/partner/casa-guilherme-de-almeida.  Dessa forma, possibilita uma visita virtual em todos os ambientes do museu

  • Catavento  

No Catavento a dica são as exposições “Memória Catavento” 

https://artsandculture.google.com/exhibit/mem%C3%B3ria-catavento/GgISGO7C2FJ-KQ.       , que resgata a história do museu em seus quase 12 anos de existência, e “Paisagens do Universo”, que traz informações sobre os planetas https://artsandculture.google.com/exhibit/paisagens-do-universo/JwJyIUhr_ywLKA 

  • Memorial da Resistência de São Paulo  

A exposição de longa duração do Memorial da Resistência é composta pelo que restou do espaço carcerário do Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo – Deops/SP, uma das polícias políticas mais truculentas do país. Em formato de vídeo, a visita educativa à exposição apresenta o histórico do edifício e realiza um passeio pelo espaço que é hoje musealizado, formado por 4 celas, o corredor principal e o corredor do banho de sol. Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=1nAKa3PMwWs&t=234s 

  • Museu da Imagem e do Som (MIS-SP) 

Em parceria com o Google Arts & Culture, o MIS possui 5 exposições exclusivas do acervo (fotografias que constam da coleção do nosso Acervo) gratuitas. 

Acesse:  https://www.mis-sp.org.br/exposicoes/list/virtual 

  • MIS Experience  

A versão digital da exposição Leonardo Da Vinci – 500 Anos de um Gênio, do MIS Experience, está com ingressos gratuitos até 28 de março. Uma das seções de maior sucesso da exposição, “Segredos de Mona Lisa”, apresenta uma análise científica da pintura mais famosa do mundo realizada no Museu do Louvre por Pascal Cotte, renomado engenheiro, pesquisador e fotógrafo de obras de arte.  Acesse: www.exposicaodavinci500anos.com.br

  •  Museu Afro Brasil  

O espaço possui 11 exposições virtuais sobre o acervo, que abarca diversos aspectos dos universos culturais africanos e afro-brasileiros, abordando temas como a religião, o trabalho, a arte, a escravidão, entre outros temas ao registrar a trajetória histórica e as influências africanas na construção da sociedade brasileira. Acesse: https://artsandculture.google.com/partner/museu-afro-brasil 

  • Museu da Casa Brasileira  

A mostra “Uma reflexão sobre o habitat na pandemia” apresenta trabalhos de grandes artistas. Todas as obras foram criadas em audiovisual e também representaram o Brasil na semana de design holandês – DDW, em outubro de 2020 (única mostra brasileira do evento). Acesse: https://www.youtube.com/playlistlist=PLxzxgereCuri6c2AqnDANwZFtzhCSUlQn. Público pode conferir também ‘Casas do Brasil: Conexões Paulistanas’, em uma visita virtual sob o olhar do fotógrafo Marcos Freire em 94 subdistritos paulistanos e ainda apresenta curiosidades sobre a realização. Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=hU95JSIuhrM&t=100s 

  • Museu da Diversidade Sexual  

Já o Museu da Diversidade Sexual traz a primeira parte da exposição “Queerentena”, que  reúne trabalhos que apresentam questionamentos e inquietudes sobre olhar e pensar sobre si no atual período de reclusão. Estar em trânsito da margem, espaço de privação e resistência, para o centro possibilita uma maneira peculiar LGBTQI+ de compreender e sobreviver à realidade. Acesse: https://artsandculture.google.com/story/ogVBSUtYsMbBOw?hl=pt-br. Aproveita e confira também  “O Orgulho Ocupa a Rua”: https://artsandculture.google.com/story/3AXRpaSRRD5uUw?hl=pt-br 

  • Museu de Arte Sacra  

A mostra “Imagens de Roca e de Vestir” com 37 obras do acervo do MAS/SP bem como da Arquidiocese de Sorocaba, Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, Catedral Metropolitana de São Paulo, Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte e da coleção Jack Luna, é uma excelente programação para quem gosta de arte sacra e moda. Acesse:  https://youtu.be/QeAsVwBVezg 

  • Museu do Futebol  

No Museu do Futebol “Mulheres, desobediência e resiliência” que aborda o decreto-lei de 14 de abril, que proibiu as mulheres brasileiras de jogarem certas modalidades que eram consideradas “incompatíveis” com o corpo feminino – o futebol entre elas – completa 80 anos. Disponível no Google Arts & Culture, conta as histórias de resistência daquelas mulheres que deram um jeito de seguir jogando bola. Acesse: https://artsandculture.google.com/exhibit/mulheres-desobedi%C3%AAncia-e-resili%C3%AAncia/6wLC5AmNJU9-Jw 

  • Pinacoteca de São Paulo  

Em parceria com o Instituto Moreira Salles, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, a Pinacoteca de São Paulo promove ciclo de debates sobre a Semana de Arte Moderna de 1922, dia 29/3, segunda-feira, via plataforma youtube.com/pinacotecadesãopaulo  e facebook.com/PinacotecaSP. 

Quem deseja conhecer um pouco mais da coleção e acervo da Pina, esse é o momento de fazer o tour virtual. Acesse:  https://www.portal.iteleport.com.br/tour3d/pinacoteca-de-sp-acervo-permanente/ . Para quem ainda não conferiu a mostra dos artistas OSGEMEOS ou quer conferir uma visita guiada em vídeo direcionada para educadores apresentando a exposição “OSGEMEOS: Segredo”, confira: https://www.youtube.com/watch?v=_fRTGMnZ3xk  

  • Museu Casa de Portinari (Brodowski/SP) 

Já que não dá para conhecer ou rever o Museu do mestre Portinari, em Brodowski, que tal dar aquela espiada na exposição virtual “Pôr do Sol de Brodowski”, que traz à cena o céu da cidade, que acompanhou Portinari em toda a sua existência, sob o olhar do fotógrafo Leandro Lé: https://www.museucasadeportinari.org.br/exposicao-pordosol-de-brodowski/ 

  • Museu do Café (Santos/SP) 

Aos amantes do café, a dica é a mostra “Design Espresso”, realizada em parceria com o Museo della Macchina per Caffè (MUMAC), sediado em Milão, a exposição virtual retrata as transformações técnicas e estéticas pelas quais esses utensílios passaram desde sua origem, até a década de 1970. Acesse: https://artsandculture.google.com/exhibit/design-espresso/hgLiplh4OeKBJg. A outra opção é a “Café Árabe, um símbolo de generosidade”, com  falas de imigrantes, curiosidades sobre os hábitos de consumo nessa região – e as suas similaridades em relação aos costumes brasileiros, confira: https://artsandculture.google.com/exhibit/caf%C3%A9-%C3%A1rabe-um-s%C3%ADmbolo-de-generosidade/swLytbyhVrheKw

  • Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro (Campos do Jordão/SP) 

A exposição “Olhares de (re)existência” parte do processo criativo que levou os participantes a investigarem as emoções e os sentimentos vivenciados criando novo significado no encontro com o coletivo. Confira o olhar do fotógrafo Jonathan Bulho nesta mostra: https://www.museufelicialeirner.org.br/exposicao-olhares-de-re-existencia/. Outra dica  é “Céus de Felícia”, do fotógrafo Rafael Manfrini Rega com paisagens naturais do Museu e seu entorno: https://www.museufelicialeirner.org.br/exposicao/ceus-de-felicia/  ou ainda um tour virtual pelo Museu: https://www.museufelicialeirner.org.br/visita-virtual/

  • Museu Índia Vanuíre (Tupã/SP)  

O Museu Índia Vanuíre traz a mostra “Ancestralidade, cultura e tradições em tempos de pandemia”, que convida o público a conhecer os modos de viver, saber e cuidar dos povos indígenas Kaingang, Krenak, Terena e Guaraní Nhandewa, habitantes das Terras Indígenas Vanuíre, Icatu e Araribá, todas localizadas no Oeste paulista, bem como as expressões de suas culturas na contemporaneidade. Acesse: https://museuindiavanuire.org.br/ancestralidade-cultura-e-tradicoes-em-tempos-de-pandemia/ . Para conhecer um pouco da cultura indígena a dica é a mostra “A dança como representação das culturas indígenas”, realizada em parceria com Kaingang e Krenak da Terra Indígena Vanuire: https://museuindiavanuire.org.br/a-danca-como-representacao-da-cultura-kaingang-na-terra-indigena-vanuire/  e um tour pelo espaço museológico: https://museuindiavanuire.org.br/visite-o-museu/visita-virtual/