Equipes da F1 votam proposta de corridas classificatórias para três GPs em 2021, inclusive no Brasil

127

Proposta é a da realização de uma sessão na sexta-feira para definir grid para a corrida curta de sábado; esta decidirá as posições de largada da prova normal no domingo.


A proposta da realização de uma corrida classificatória aos sábados para decidir as posições de largada das provas de Fórmula 1 será votada pelas equipes nesta quinta-feira. A intenção da categoria é experimentar esse formato em três provas na temporada 2021: Montreal (Canadá), Monza (Itália) e Interlagos (Brasil). Tal proposta já foi rejeitada em outras três oportunidades e precisa ser aprovada por oito das dez escuderias. 

Pelo formato proposto, a sexta-feira seria reservada a um treino livre e a uma sessão para decidir as posições de largada da corrida classificatória a ser disputada no sábado. Esta prova teria duração mais curta e decidiria o grid de largada da corrida de distância normal no domingo. 

Uma das questões envolvidas nas discussões deve ser a distribuição – ou não – de pontos nas corridas classificatórias. Uma das possibilidades aventadas é a de as provas de sábado valerem metade da pontuação normal de um GP, ou seja, com um sistema de 12,5 pontos – 9 – 7,5 – 6 – 5 – 4 – 3 – 2 – 1 – 0,5 para os dez primeiros colocados. 

A ideia de se realizar corridas classificatórias faz parte de uma vontade da F1, principalmente do diretor técnico Ross Brawn, em proporcionar mais variantes aos fins de semana e eventualmente “bagunçar” a ordem normal do grid, com os favoritos largando mais atrás nos domingos. 

A intenção de se colocar nas provas classificatórias as posições de largada invertidas em relação à classificação corrente do campeonato não encontrou respaldo nas grandes equipes, principalmente a Mercedes. Agora, com a ideia de uma sessão para decidir o grid da prova classificatória, a chance de o formato passar em nova votação é maior. 

*Com informações do globoesporte