Enfermeira de Votuporanga morre após caminhonete invadir a contramão e colidir contra carro

524

Acidente aconteceu na noite desta quinta-feira, 4, na rodovia Euclides da Cunha, próximo a Fernandópolis; Karen Yoshizake Takeda de 28 anos,  era de Jales, entretanto trabalhava no Posto de Saúde do Bairro São João em Votuporanga

Reprodução/FacebookA vítima Karen Takeda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente

 

Carro da enfermeira (à esquerda) ficou destruído após ser atingido pela caminhonete na contramão em Fernandópolis — Foto: TV TEM/Reprodução

A vítima Karen Takeda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente

Uma enfermeira de 28 anos morreu na noite dessa quinta-feira, 4, após uma caminhonete colidir contra o carro que dirigia, na rodovia Euclides da Cunha, próximo a Fernandópolis. A vítima  Karen Takeda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a vítima estava em um Volkswagen Gol sentido Fernandópolis a Jales, quando o motorista da caminhonete Mitsubishi Triton, que seguia sentido contrário e na contramão, colidiu contra o veículo da vítima. O motorista da caminhonete estava embriagado.

O Corpo de Bombeiros compareceu ao local para prestar os primeiros socorros, mas Karen não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O motorista da caminhonete ficou gravemente ferido e precisou ser encaminhado para a Santa Casa de Fernandópolis.

Camionete estava na contramão desde Estre D’Oeste

Imagens de um motorista de Fernandópolis comprovaram que o condutor da caminhonete Triton, cor prata, com placas de Vitória Brasil, dirigia na contramão desde a cidade de Estrela d´Oeste.

Na imagem é visível outros motoristas, que transitavam no sentido Fernandópolis a Estrela d´Oeste, desviavam da caminhonete até que próximo ao trevo de Água Vermelha, no bairro Paulistano, a colisão com o Gol da enfermeira jalesense Karen Takeda foi fatal.

Conversas de grupos de Whatsapp apontam a possibilidade desse mesmo motorista ter participado de uma festa na cidade de Jales. Relatos apontam que um veículo da mesma descrição da caminhonete Triton estava em alta velocidade no perímetro daquela cidade.

Até a tarde de ontem nenhuma informação foi confirmada, apenas suposições de que poderia ter relação aos dois fatos.

Os policiais que atenderam a ocorrência relataram que o motorista Edson Aparecido Aspolfi, morado no córrego do Viadão em Vitória Brasil, estaria sob efeito de álcool. Ele foi socorrido por uma unidade de resgate e levado a Santa Casa de Fernandópolis.

Esse mesmo motorista já se envolveu em outros acidentes na região, inclusive chegou a bater em um ônibus de estudantes.

Já a enfermeira Karen Takeda, filha de um dono de restaurante em Jales, família tradicional na cidade, morreu no local devido ao forte impacto. Ela ficou presa nas ferragens e teve ser tirada com intervenção do Corpo de Bombeiros.

A noticia da morte trágica de Karen, que completou aniversário no último dia 8 de setembro, tinha objetivo de salvar vidas, como relatou um amigo Waldinei Bongiovane‎ na pagina do Fecebook da vítima: “Tínhamos apenas um objetivo, salvar vida! Pode deixar minha amiga que essa missão irei carregar todos os dias pensando em você e fazendo isso por você. Lutamos muito para vencer e poder chegar onde chegamos e uma fatalidade tirou sua vida. Abrace Deus lá por mim e fala pra ele que qualquer dia eu chego mas que enquanto isso estarei aqui fazendo o que amamos “Urgência e Emergência” “salvar vidas”, me proteja aí de cima. Você é uma guerreira, sem palavras pra essa dor que sinto agora. Mas a justiça de Deus e suprema e isso não vai ficar assim. Se cuida minha amiga e até qualquer dia — com Karen Takeda e Jenniffer S. Freitas (sic)”.