ELEIÇÕES 2020/Clube FM – Hery Kattwinkel (PTB) é o primeiro a falar sobre seus planos de governo

331

A Rádio Clube FM organizou um sorteio na última sexta-feira (02) para determinar qual seria ordem dos candidatos a prefeito para ser entrevistado neste começo de semana e falar durante 30 minutos na emissora sobre seus planos de governo. O candidato Hery Kattwinkel foi sorteado e na tarde de ontem concedeu a primeira entrevista, da qual transcrevemos em partes:

Hery Kattwinkel tem como seu candidato a vice-prefeito Paulo Amaral.

Questionado o que o credencia a ser candidato em Votuporanga e por que quer ser prefeito?

“Nós percebemos que Votuporanga caminhava para o rumo errado, existia um grupo político (empresários) há algum tempo atrás que realmente ajudou a população, só que houve uma parcela deste grupo que fechou a cidade e os investimentos começaram a se dispersar. Após isso muitas fábricas não estão vindo mais para Votuporanga. O que acontece é que os recursos públicos ao invés de serem direcionados para camada mais pobre, são canalizados para favorecer meia dúzia em detrimento da população”.

O candidato para ilustrar, cita o gasto de R$3 milhões com o novo prédio da Prefeitura e afirma que a obra só favorece os grandes loteadores, a exemplo do Jardim Universitário. “Por outro lado temos o Bairro Matarazzo que precisa com urgência de desfavelamento, a questão dos buracos nas ruas, faltam vagas nos Postinhos, nas creches. Você não pode só favorecer uma meia dúzia, você precisa favorecer toda a população. O nosso projeto não é investir em tijolos, queremos investir essencialmente no ser humano. Nós queremos a população dentro da prefeitura e não que favoreça apenas um grupo político”, diz o candidato e questiona: “Você empresário consegue investir em novos loteamentos? Você está conseguindo gerar mais empregos? Veja o que aconteceu durante a pandemia em Votuporanga em que diversos segmentos do comércio ficaram fechados, cito as academias como exemplos; enquanto aqui estava tudo fechado o governador João Dória praticava seus exercícios físicos numa academia no Palácio dos Bandeirantes. Eu volto a perguntar, vocês estão contentes?

Financiamento de campanha

“Nós não possuímos amarração politica nenhuma, nem com o atual prefeito, nem com o governador, nós só temos a população nos apoiando”.

“Tornar-me candidato a prefeito foi um pedido da população. Nós precisamos revitalizar Votuporanga, mas para isso temos que tirar esse pessoal que se encontra há 20 anos no poder.

Questionado sobre quem doará recursos para sua campanha, já que as empresas querem resultados de seus investimentos, Hery disse:

“O meu gasto de campanha é sola de sapato, a minha voz, o suor e muito trabalho. Nós não temos nenhum empresário nos financiando. Em Votuporanga o preço de combustíveis é alto e sabemos que a maioria dessas empresas financia a politica de Votuporanga”.

“Como vereador, realizei mais de 2 mil proposituras e do meu salário 5% eu devolvo em prestação de serviços. Existem vereadores que estão lá há 8 anos e não fizeram 1/5 disso. Durante 4 anos de vereador eu andei muito, visitei várias casas e pude entender os problemas que afligem esta cidade. Nossa campanha é a mais pobre, não temos a máquina pública.” Hery reforça que sua campanha é feita pelo povo e pede para que as pessoas compartilhem seus posts pelas redes sociais, porque, segundo ele, é assim que se faz campanha.

Saúde

“Precisamos humanizar o setor da Saúde, não vamos cancelar cargos e tampouco mandar embora funcionários da área, como dizem muitas fake News por aí. Na verdade vamos fazer uma auditoria dos últimos 20 anos. Mas o que me preocupa é o seguinte: Quanto tempo demora para fazer uma endoscopia , um raio-x, uma ressonância, hoje não sai por menos de 1 ano e meio. Eu já vi casos que no dia em que saiu o horário para endoscopia essa pessoa estava sendo enterrada com câncer no estomago. Nós vamos fazer o Mutirão da Saúde pra zerar filas de exames, é só cortar dinheiro de onde está sobrando. Hoje são gastos pela máquina pública R$700 mil ao ano em publicidade e propaganda, que só serve para maquiar, iludir o povo. Outa medida que iremos tomar é transformar o Mini Hospital do Pozzobom em Hospital. Se você vai à UPA vão te dar Dipirona e mandar para casa. Vamos abrir a Santa Casa para a população de Votuporanga. A ideia é investir no Mini Hospital do Pozzobom para desafogar a Santa Casa (…)  Humanizar a Saúde para respeitar o doente naquele momento em que está sentindo dor (…) Hoje nos Postos de Saúde primeiro acabam os remédios e é aí que a Prefeitura vai correr atrás.

Geração de Empregos

Vamos investir em carreiras de professores, teremos um psicólogo para acompanhar os educadores, pais de alunos e os próprios alunos (…) Votuporanga se fechou para um grupo político e por isso as empresas não se abrem a novas vagas. Empresários pleiteiam há 20 anos uma área da prefeitura, querem investir, mas a prefeitura não dá a área. Em contrapartida os amigos do grupão conseguem uma área aqui, outra lá. Temos que investir em indústrias porque isso aumenta a capacidade de compra das pessoas e no efeito cascata, as pessoas acabam comprando mais no comércio (…) Dar inventivo fiscais para as empresas (…) Parece que existe uma pressão para que não venham outras indústrias para Votuporanga. Para alguns empresários de Votuporanga quanto mais pessoas desempregadas na cidade é melhor, porque assim irão continuar a  remunerar mal seus funcionários. Quero montar um comitê para visitar os empresários da indústria e comercio para mudar essa pratica.

Nós já temos uma redução no orçamento do ano que vem de quase R$22 mi. Essa redução nos fará enxugar gastos e só nós temos a coragem de resolver essa questão. Nós reduziremos o numero de secretarias municipais, os cargos de comissão daqueles que não trabalham e só assim vamos renuir recursos para fazer as mudanças necessárias. Eu tenho coragem para mudar a máquina pública.

Acessibilidade e Segurança

Vou reforçar a Atividade Delegada, ela se faz necessária porque os salários dos Policiais Militares estão defasados.  A população de Votuporanga está com medo de ir para o trabalho e deixar suas casas. Bairros como Pacaembu e a Zona Norte, por exemplo, são exemplo de um aumento de criminalidade.

Quanto às áreas de Assistência Social e Direitos Humanos, em primeiro queremos ampliar o programa Votuporanga em Ação. Muitas pessoas não estão conseguindo trabalho e queremos pelo menos, manter uma cesta básica, muitas pessoas perderam seus empregos e o auxilio emergencial é muito pouco. Mas aí me perguntam como arrumar recursos. O primeiro que vou derrubar será o de Publicidade e Propaganda (…) Vamos unir as secretarias de Direitos Humanos com a de Assistência Social e também reduzir numa só as de Planejamento, Obras e Cidades com apenas um secretário, além de reduzir vários cargos. Muitos vão chiar pelas redes sociais, vão me xingar, mas é porque vão perder a ‘boquinha’. Só vou manter aqueles que têm competência. Vamos reduzir prédios alugados pelo Poder Público, e são vários.  Existe um caso de um Posto de Saúde que ficou pronto e continuou inoperante e o imóvel onde ficava o postinho que era alugado e nem porta para o banheiro das mulheres tinha, mas como pertencia a uma pessoa em cargo de confiança … Neste caso precisamos notificar o Ministério Público para que o prédio novo começa-se a funcionar.

Hery disse ainda que pretende criar a Prefeitura itinerante aonde o Executivo vai até a população para ouvir seus problemas e anseios.

Saneamento

Estamos hoje sofrendo com a falta de água nas torneiras e a culpa é do Poder Público. Há 20 anos eles prometem o desassoreamento da represa da SAEV. Um concorrente nosso ao cargo de prefeito mandou um projeto à Câmara para diminuir o espaço da represa e favorecer um condomínio  de um empresário do grupo deles (…) Vai faltar água mesmo, os poços profundos não tem adutoras para se comunicarem com a cidade. Meu compromisso de governo é abrir (desassorear) a represa, lá não tem mais mata ciliar, tem que plantar árvores para o problema se extinguir (…) Vamos acabar com as promessas, aviões para São Paulo, fabricas de maçã, da Nestlé, vamos focar em nossos problemas mais sérios.

Hoje quem será o entrevistado da Rádio Clube FM será o candidato Jorge Seba e suas respostas serão publicadas neste Diário na edição de quarta-feira (7). A live com as entrevistas podem ser assistidas na íntegra nas paginas do Facebook da Clube FM e do Diário de Votuporanga.