“Demorou a entrar no ritmo”, diz atacante do CAV

245

Votuporanguense aparece na 16.ª e última colocação, com nove pontos, o mesmo do vice-lanterna Penapolense.

Um dos poucos destaques do Votuporanguense no Campeonato Paulista da Série A2, o atacante Pedro Bortoluzo, autor de cinco gols em dez partidas, comentou o cenário alvinegro, já que a luta é para fugir do rebaixamento.

“A gente não fez um início de competição muito bom. Demoramos para entrar no ritmo da A2. Com a chegada do Júnior Rocha, a gente foi se encontrando na competição e os pontos foram acontecendo. É uma pena ter parado a competição no momento que parou, a gente estava em uma crescente muito grande”, afirmou ao Escanteio SP.

A Pantera Alvinegra, após 12 das 15 rodadas da primeira fase, aparece na lanterna do Paulista A2, com nove pontos, o mesmo do outro integrante da zona de rebaixamento, o Penapolense. Red Bull Brasil, com dez, é o primeiro fora do Z2.

“A identidade do Júnior Rocha, ele passou isso para a gente. Assimilamos o projeto, o que ele queria. Estávamos com vergonha da campanha que a gente vinha fazendo. Se juntamos e falamos: ‘É agora ou não dá mais’. A gente sabe que vai ser difícil, estávamos em uma posição delicada, mas naquele momento a gente estava se encontrando. Peças importantes chegaram para nos ajudar”, completou.