COVID-19: vereador Valdecir Lio recebe alta, Jura e Carlim Despachante testam positivo

438

A Mesa Diretora da Câmara Municipal adotou medidas no sentido de prevenir a disseminação do Coronavírus e ao mesmo tempo manter a prestação de serviços de interesse público de modo a causar o mínimo impacto.


Entre os quase 9 mil votuporanguenses infectados pelo novo coronavírus estão os vereadores Valdecir Lio (MDB), Carlim Despachante (PSDB) e Jurandir Benedito da Silva, o Jura (PSB).

O parlamentar Valdecir, de 59 anos, está afastado da Câmara Municipal de Votuporanga/SP desde o final do mês passado, em cumprimento da quarentena; contudo, chegou necessitar de internação em razão de complicações causadas pela Covid-19. 

Lio recebeu alta médica no último domingo (7) e ao Diário de Votuporanga contou o processo de recuperação: “Estou me recuperando aos poucos, agora em casa, mas estou bem graças à Deus, em vista de tudo que passei. Foi muito difícil, mas agora é recuperar para voltar as atividades”. 

Valdecir ainda explicou: “Meu folego ainda está muito curto, qualquer movimento mais intenso a gente tosse, parece que a gente vai perder o controle. Em breve voltarei ao normal se Deus quiser”. 

Já Jura, que é vice-líder de governo e presidente da Frente Parlamentar de Enfrentamento ao Coronavírus, que também testou positivo recentemente, contou que está em isolamento, seguindo todas as recomendações médicas e assintomático: “Estou bem, assintomático, mas estou em casa despachando daqui, acompanhando os trabalhos
remotamente, pois diante da atual situação todo cuidado é pouco”, ponderou. 

A reportagem do Diário falou com o parlamentar Carlim Despachante que confirmou o teste positivo para Covid-19, e explicou que até aquele momento estava bem, somente um pouco de dor muscular; contudo em isolamento e seguindo recomendação médica. 

Câmara Municipal adota novas medidas para prevenir a disseminação do COVID 

A Mesa Diretora da Casa Legislativa e o Município no sentido de
prevenir a disseminação do Coronavírus e ao mesmo tempo manter a prestação de serviços de interesse público de modo a causar o mínimo impacto decidiu em ato que será publicado na edição do Diário Oficial desta quarta-feira adotar novas medidas no enfrentamento ao vírus. 

De acordo com o texto: o atendimento do público externo nas dependências da Câmara, preferencialmente, por meio telefônico e/ou eletrônico; vedação do uso dos veículos oficiais para atividades parlamentares, salvo quando o interesse público assim o exigir; redução do horário de expediente das 13h às 17h de segunda a sexta-feira; revezamento presencial ou jornada integral em regime de home office entre as Servidores, devendo a escala ser organizada pela Diretoria Administrativa, mediante ato próprio, sem prejuízo de seus vencimentos; vedação da concessão do uso do Plenário “Dr. Octávio Viscardi” e Plenarinho para realização de reuniões, salvo aquelas que o interesse público exigir, observadas todas as normas sanitárias vigentes. 

Ainda segundo o documento, durante o revezamento presencial ou jornada integral em regime de home office, os Servidores deverão permanecer em regime de plantão no horário de expediente e poderão ser convocados pela Presidência quando o interesse público exigir para atendimento presencial dos Vereadores e resolução de questões parlamentares e administrativas; os Vereadores com idade igual ou acima de 60 anos e aqueles que comprovadamente estejam classificados como grupo de risco, poderão se manter em isolamento em suas residências, sem prejuízos de seus subsídios, desde que, participem das Sessões por meio virtual, através de aplicativo próprio fornecido pela Câmara Municipal.  

O último artigo do ato aponta que os Servidores que comprovadamente estiverem contaminados ou potencialmente contaminados com a COVID-19 e aqueles que apresentarem sintomas desta patologia ou, tenham tido contato com pessoa potencialmente contaminada, deverão comunicar o setor de Recursos Humanos da Câmara Municipal e se manterem em isolamento, sem prejuízos de seus vencimentos.