Consulado do Canadá reconhece atuação da Alesp no combate à pandemia da Covid-19 em São Paulo

167
Embaixadora Jennifer May
Reunião com Comissão de Relações Internacionais do Parlamento paulista tratou também de economia e social.


Em reunião com a Comissão de Relações Internacionais da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo nesta quinta-feira (16/9), a cônsul-geral do Canadá em São Paulo, Heather Cameron, falou sobre a atuação do Parlamento paulista no enfrentamento da pandemia da Covid-19.

“O governo do Estado, as comunidades, os profissionais da saúde, enfrentaram a pandemia com energia e eficácia. Reconheço que a Alesp teve um papel fundamental para que o governo estadual pudesse combater a pandemia”, disse a representante canadense.

Desde o início da pandemia, em 2020, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo tem atuado para combater a doença, promover a saúde da população e também mitigar os efeitos da pandemia. Entre as principais ações, estão a autorização para compra de vacinas, o aprimoramento e aprovação do programa Bolsa do Povo, que vai desembolsar R$ 1 bilhão só neste ano em ações assistenciais para a população mais carente do Estado, a doação de 150 mil cestas básicas, a economia de mais de R$ 20 milhões só no primeiro semestre do ano, e também a destinação de R$ 155 milhões em emendas para a área da saúde de 427 prefeituras paulistas.

“Nós, deputados e deputadas da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, agradecemos o reconhecimento do consulado canadense em São Paulo, por meio da consulesa Heather Cameron. Para nós, é de muita valia saber que o nosso trabalho tem alcançado a todos os paulistas de alguma forma. Tenham certeza de que continuaremos trabalhando para um Estado mais forte, mais desenvolvido e com maior qualidade de vida para a população”, disse o presidente do Parlamento paulista, Carlão Pignatari.

Na reunião com a comissão, parlamentares da Casa, representantes do governo paulista, a cônsul-geral e a embaixadora do Canadá no Brasil, Jennifer May, trataram das parcerias entre o Estado e o país da América do Norte.

O secretário-executivo da Secretaria de Estado das Relações Internacionais, Affonso Massot, falou sobre o memorando de entendimento existente entre o Canadá e o Estado de São Paulo, que foi atualizado em maio de 2019. A revitalização desse acordo contribuiu para intensificar a participação de empresas canadenses no Estado, segundo Massot.

Além disso, ele destacou que o Estado de São Paulo compartilha com a província de Quebec, no Canadá, a condição de membro da rede The Regional Leaders Summit, que incentiva a cooperação científica, visando um desenvolvimento de soluções tecnológicas para os desafios da atualidade. Pela parceria, foi promovido uma série de workshops virtuais debatendo a aplicação da inteligência virtual e iniciativas da administração pública, que visam a construção de cidades mais saudáveis.

A embaixadora do Canadá no Brasil, Jennifer May, destacou o aniversário de 80 anos de relações diplomáticas bilaterais entre o Brasil e o Canadá e a relação comercial com o Estado de São Paulo desde 1899, quando uma empresa canadense auxiliou no desenvolvimento inicial de geração energia hidrelétrica, instalação de linhas de bondes nas ruas e sistema de gás e telefone em São Paulo.

Jennifer May também afirmou que os setores de comércio e sustentabilidade ambiental, além da promoção dos direitos humanos, como as questões de gênero, racismo, LGBTQIA+, indígenas, refugiados e questões de imigração, são prioridades internacionais do Canadá.

“Nós temos cultivado parcerias com as secretarias, instituições e ONGs para promover iniciativas em conjunto”, afirmou a embaixadora. Dentre as iniciativas, Jennifer citou os seminários relacionados ao acolhimento dos refugiados em São Paulo que aconteceram nos últimos anos.

Por outro lado, a embaixadora destacou os 32 mil empregos no Estado gerados por empresas canadenses e reiterou que, independente do resultado das eleições no Canadá, na próxima segunda-feira (20/9), as relações comerciais com o Brasil e o Estado de São Paulo vão permanecer fortes.

“A relação do Canadá com o Estado de São Paulo é muito longa, compreensiva e diversificada. Espero que possamos continuar trabalhando em conjunto para fortalecer os laços que já temos e identificar novas sinergias e parcerias para expandir nossos horizontes”, afirmou a embaixadora.

Parlamentares

O deputado Emidio de Souza (PT), presidente da Comissão dos Direitos Humanos, falou sobre a importância da colaboração na geração de empregos e na área social. Além disso, Emidio destacou a preservação democrática e as questões ambientais, de violência e de imigração. Para o deputado, seria válido a troca de experiências com o Canadá, para entender como o país trata essas questões.

Os deputados Professor Walter Vicioni (MDB) e Murilo Felix (Podemos) abordaram o trabalho que o Canadá realiza a respeito da educação, sendo uma das referências mundiais. Para eles, seria essencial estreitar laços nesse aspecto com o país. “A educação canadense é um exemplo a ser seguido”, afirmou Murilo Felix.

O deputado Paulo Fiorilo (PT), presidente da Comissão de Relações Internacionais, afirmou que seria interessante que houvesse o aprofundamento da questão educacional com o Canadá e disponibilizou a Alesp para intermediar esse diálogo.

A embaixadora Jeniffer May se colocou à disposição para auxiliar nos temas levantados na reunião e falou sobre a ideia de reconstrução pós-pandêmica para transformar a economia mais sustentável.

Também estiveram presentes na reunião o subsecretário de Relações Internacionais do Estado, Andrey Brito, a cônsul de Políticas e Diplomacia Pública do Canadá em São Paulo, Pascale Thivierge, e os deputados Alex de Madureira (PSD), Castello Branco (PSL), Delegado Olim (PP) e Sergio Victor (Novo).

*Informações/Alesp