Cirurgião cardiovascular Domingo Marcolino Braile morre em Rio Preto

1115

Um dos pioneiros da cirurgia cardíaca no interior do Brasil, estava acamado por conta de sequelas de uma cirurgia e lutava contra recorrentes pneumonias.

O cirurgião cardiovascular Domingo Marcolino Braile morreu na madrugada deste domingo (22), aos 81 anos, em São José do Rio Preto (SP).

Ele estava acamado havia mais de três anos por conta de sequelas de uma cirurgia na coluna vertebral e lutava contra recorrentes pneumonias.

Considerado um dos pioneiros da cirurgia cardíaca no interior do Brasil, Domingo era fundador da Braile Biomédica e do Instituto Domingo Braile.

O cirurgião deixa a esposa Maria Cecilia Braga Braile, as filhas Patricia Braile Verdi e Valéria Braile Sternieri, os genros Luis Antônio Verdi e Walter Sternieri Jr, e os netos Rafael, Sofia, Giovanni e Luiza.

Por conta da pandemia de coronavírus, não haverá velório e a família pede que os amigos façam suas orações a Deus dentro de suas próprias casas.