CAV enfrenta o Noroeste de olho na liderança da Série A3

131
Foto: Rafael Bento/CAV 

Com 66,7% de aproveitamento na competição, Pantera Alvinegra volta a campo às 20h, nesta sexta-feira (7), no Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol/SP.


Embalado na Série A3 do Campeonato Paulista com quatro vitórias e um empate nos últimos cinco compromissos, o Votuporanguense enfrenta o líder Noroeste, pela oitava rodada do torneio, nesta sexta-feira (7), às 20h, no Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol/SP – a casa da Pantera Alvinegra, uma vez que a Arena Plínio Marin não possui iluminação artificial.

O elenco do CAV, sob comando do treinador Rogério Corrêa, segue enfrentando uma rotina forte de jogos, porém rotativo entre os atletas, fazendo jus à uma fala recente do técnico de que “as camisas continuam no ar”.

Aplicando uma metodologia ‘diferente’, Corrêa aproveitou a vitalidade da garotada e a experiência de atletas com maior rodagem para criar um time rápido, com transições fortes e velocidade nos passes de pé em pé. Resultando em um futebol vigoroso e leve que já vêm apresentando bons resultados, desde a volta do futebol após a parada determinada no enfrentamento à pandemia, o CAV galga posições na tabela e atualmente figura na vice-liderança.

Sobre o método rotativo e a aplicação de jogadores mais jovens, Corrêa explicou: “Tudo que nos programamos para o jogo, acho que os meninos têm feito bem. Uma coisa que eu sempre deixei bem claro é a que eu não procuro um time ideal, eu sou um treinador diferente. Penso diferente em algumas coisas, porque o treinador ele quer ter seus dez, onze jogadores ideais. Acho que para quem trabalha em um clube como eu estou trabalhando, com um potencial que eu tenho em mãos, tenho que trabalhar e dar oportunidade a todos”. 

Pensando no confronto pela liderança da competição, Rogério Corrêa jogou as camisas para o ar novamente e não fixou nenhum atleta: “Falei a eles, todo time que começa na primeira partida do campeonato não é o mesmo que termina na última. Então eu não vou querer um time para jogo, quero um time para o campeonato inteiro. Jogo é jogo. Dia a dia para buscar os objetivos da equipe, pensando no adversário”, explicou o comandante.