Carlão Pignatari, presidente da Alesp, toma posse como governador; deputado Wellington Moura assume Parlamento

159
Foto: Carol Jacob e José Antonio Teixeira

Ambos permanecem no cargo até a próxima terça-feira, dia 2 de novembro, em razão de viagens ao exterior dos titulares.

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado Carlão Pignatari, tomou posse nesta terça-feira (26/10) do cargo de governador em exercício, em cerimônia realizada no Palácio 9 de Julho, sede do Legislativo paulista. No seu lugar, assumiu o deputado Wellington Moura, 1º vice-presidente. Ambos permanecem nas funções até a próxima terça-feira, dia 2 de novembro, em decorrência de viagens ao exterior do governador João Doria e do vice-governador Rodrigo Garcia.

Em ofício encaminhado ao Legislativo paulista, Doria justificou que estará em uma viagem aos Emirados Árabes e à Escócia, para cumprir a agenda oficial do Executivo, entre os dias 26 de outubro e 03 de novembro. Já Rodrigo Garcia também estará no exterior, nesse mesmo período, para tratar de assuntos de interesse pessoal.

Carlão Pignatari está no terceiro mandato como deputado estadual e em março deste ano foi eleito presidente da Alesp por 65 dos 94 parlamentares. Antes de ser deputado, Carlão foi prefeito de Votuporanga por duas vezes, onde implantou importantes projetos nas áreas da saúde e educação, principalmente.

Agora governador em exercício, Pignatari disse que o momento é de extrema importância e um sonho realizado em sua vida. “Vocês podem ter certeza que hoje eu não conseguiria ser governador de São Paulo em exercício se não tivesse tido o apoio desta Casa nos últimos dois anos e meio. São muitas discussões, mas com muita conversa e diálogo acho que nós conseguimos fazer juntos um Parlamento muito melhor”, declarou. “Pode ter certeza que eu vou honrar cada segundo, cada minuto desse meu momento de governador do Estado de São Paulo”.

Nascido em Santos, Wellington Moura está no segundo mandato como deputado estadual e nesta legislatura foi eleito 1º vice-presidente do Legislativo paulista. O parlamentar também atuou como radialista, função que, segundo ele, o aproximou da área social e o levou a querer ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade.

Sobre a posição de presidente interino, Wellington afirmou que é um momento muito especial em sua trajetória política e, ao mesmo tempo, desafiador. “Somos a maior casa de leis estadual do nosso país e sabemos da responsabilidade que temos como referência. Portanto, gerir esta Casa é muito mais do que administrar, é conduzir soluções que impactam diretamente nas famílias que representam os 645 municípios do nosso Estado, ou seja, os 45 milhões de habitantes. Serão poucos dias, mas nós vamos conduzir esse Parlamento com força coletiva, todos juntos, um reflexo da gestão do presidente Carlão Pignatari”, disse.