Campanha de vacinação contra a poliomelite é prorrogada

337

A campanha de vacinação contra a poliomelite e multivacinação que terminaria nesta sexta-feira (30) foi prorrogada até o dia 13 de Novembro em todo o Estado de São Paulo.  A baixa adesão à vacina, que chegou a apenas 39,6% contra a poliomelite, foi o motivo  para a Secretaria de Saúde do Estado estender a campanha – ainda é preciso vacinar mais de 1,3 milhão de crianças de um a menores de 5 anos contra a doença.

Até o final, 13 de novembro, o governo paulista pretende vacinar 95% das 2,2 milhões de crianças do Estado e, até o momento, os municípios imunizaram apenas 876,7 mil crianças do público-alvo da campanha de vacinação. Em nota, a pasta disse que a adesão à campanha de multivacinação também precisa aumentar. “A finalidade é que pessoas nessa faixa etária recebam doses de vacinas importantes e que podem estar pendentes, garantindo assim a devida proteção contra vírus que circulam no território“, diz o texto.

Os pais ou responsáveis pelo menor deverão levá-lo aos postos de saúde do município, com a carteira de vacinação em mãos e, lá, um profissional irá avaliar quais doses precisarão ser aplicadas – incluindo para um eventual atraso ou reforço de outras vacinas. O secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, pede que pais e responsáveis aproveitem essa prorrogação da campanha de vacinação para levar as crianças aos postos. “É de extrema importância aumentar a cobertura vacinal contra poliomielite, além de atualizar a carteira de vacina de nossas crianças, contribuindo para eliminarmos os riscos da circulação dessas doenças“, destaca ele