ACV quer novas flexibilizações no comercio

391
Da esquerda para a direita: o presidente da ACV Valdeci Merlotti, o prefeito João Dado, o secretário geral e jurídico da entidade Celso Penha Vasconcelos e o vice-presidente Carlos Eduardo Ramalho Matta

Entre as pautas apresentadas, a possibilidade de estender o horário de abertura e flexibilizar também para setores que ainda estão fechados.

Da Redação

Nesta semana, a diretoria da Associação Comercial de Votuporanga – ACV promoveu mais um encontro com o prefeito João Dado. Em pauta, a solicitação para nova avaliação de flexibilização quanto à ampliação de atendimento de horário do comércio e abertura dos segmentos que ainda estão fechados.

O encontro contou com a presença do, do vice-presidente Carlos Eduardo Ramalho Matta, e do secretário geral e jurídico da entidade Celso Penha Vasconcelos.

“Estamos acompanhando a situação em nossa cidade e região. Nossos lojistas estão atendendo todas as exigências para segurança dos consumidores e também equipe de trabalho. Acreditamos que com mais horário de atendimento, o cliente terá outras opções de momentos para ir às compras, evitando que ocorram possíveis aglomerações”, lembrou Valdeci Merlotti, presidente da ACV.

Atualmente, em Votuporanga as lojas e os prestadores de serviço podem abrir 4 horas por dia, de segunda-feira a sábado, sendo, que por orientação da ACV, o atendimento está acontecendo das 13h às 17h, de segunda à sexta-feira, e das 9h às 13h, aos sábados. Também estão mantidas as vendas online e por delivery.

Segundo Marco Vinholi, secretário estadual de Desenvolvimento Regional,  há diversos pedidos de alteração ao Plano SP e a proposta de Rio Preto foi uma alternativa para municípios enfrentarem a pandemia.

“Recebemos inúmeros pedidos de alteração ao Plano São Paulo e o plano apresentado por Rio Preto foi aprovado e poderá ser utilizado por todos os municípios que estão na mesma fase, a fase 2 – laranja. O plano passou pelo crivo do governador e do Conselho Estadual de Combate ao Coronavírus”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Doria autoriza ’mini-lockdown’ para Votuporanga

Proposta foi feita pela Prefeitura de Rio Preto e aceita pelo governo de SP

O Governo de São Paulo autorizou ’mini-lockdown’ para municípios que estejam na Fase 2, laranja, do Plano São Paulo de flexibilização. A proposta partiu da Prefeitura de Rio Preto, que começou a aplicação do plano nesta semana, a medida também serve para Votuporanga que se encontra na mesma fase de flexibilização.

Pelas regras jáaplicadas em Rio Preto, de domingo a terça-feira, nenhum estabelecimento pode abrir. Já entre quarta e sábado, comércio e shoppings podem funcionar – seguindo regras de distanciamento e higienização.

Edinho Araújo (MDB), prefeito de Rio Preto, citou a necessidade de conscientização popular e disse confiar no ’mini-lockdown’. “Estamos com poucos dias de adesão ao novo plano, porém, já estamos tendo resultados expressivos. Nos primeiros dias o transporte coletivo computou 7 mil pessoas a menos circulando pela cidade. Esse é um número que pode indicar o sucesso do mini-lockdown. Precisamos que as pessoas se conscientizem e nos ajude para que progridamos ainda mais, e também para evitarmos mais mortes e por consequência passar para a fase vermelha, que é ainda mais dura para a economia”, afirmou Edinho.