Votuporanga tem 591 casos confirmados de dengue

916

De acordo com a pasta, ainda existem quase 2000 casos suspeitos para serem investigados.

 

Márcia Reina e Sirlei Scandar durante Audiência Pública

 

A Secretaria da Saúde de Votuporanga (SP) divulgou na tarde desta sexta-feira (24) o boletim epidemiológico com dados referentes aos casos de dengue registrados em 2020.

De acordo com a pasta, a cidade tem 591 casos confirmados da doença. Outros 1.976 permanecem sendo investigados. Nenhuma morte foi confirmada no município.

O Executivo afirmou que está intensificando o trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti e ampliou o atendimento, inclusive abrindo novas salas de hidratação nas unidades básicas de saúde.

Uma audiência pública foi realizada nesta sexta-feira no Centro de Eventos do Parque da Cultura para abordar o tema.

Para Marcia Reina, Secretária da Saúde o encontro foi positivo, pois vários esclarecimentos foram postos em pauta, com destaque a medidas de combates combate ao Aedes Aegypti, a exemplo da aplicação do inseticida (fumacê).

Sirlei Scandar, diretora regional da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias de Rio Preto, explicou que o Ministério da Saúde informou aos estados, que em maio de 2019, informou sobre o desabastecimento do inseticida. E prevê para esta segunda-feira (27),  que 102 cidades da região recebem o veneno e que para maio chega outro tipo de inseticida.

Medidas preventivas

Evite o acúmulo de água

O mosquito coloca seus ovos em água limpa, mas não necessariamente potável. Por isso é importante jogar fora pneus velhos, virar garrafas com a boca para baixo e, caso o quintal seja propenso à formação de poças, realizar a drenagem do terreno. Também é necessário lavar a vasilha de água do bicho de estimação regularmente e manter fechadas tampas de caixas d’água e cisternas.

Coloque tela nas janelas

Colocar telas em portas e janelas ajuda a proteger sua família contra o mosquito da dengue. O problema é quando o criadouro está localizado dentro da residência. Nesse caso, a estratégia não será bem sucedida. Por isso, não se esqueça de que a eliminação dos focos da doença é a maneira mais eficaz de proteção.

 

Coloque areia nos vasos de plantas

O uso de pratos nos vasos de plantas pode gerar acúmulo de água. Há três alternativas: eliminar esse prato, lavá-lo regularmente ou colocar areia. A areia conserva a umidade e ao mesmo tempo evita que e o prato se torne um criadouro de mosquitos.

Seja consciente com seu lixo

Não despeje lixo em valas, valetas, margens de córregos e riachos. Assim você garante que eles ficarão desobstruídos, evitando acúmulo e até mesmo enchentes. Em casa, deixe as latas de lixo sempre bem tampadas.