Votuporanga Antiga – A história da Catedral – Parte I

327
Imagem interna da igreja, sem o piso, as pinturas e a decoração.

Por: Ravel Gimenes – ravelgimenes@gmail.com–

 

A História da Paróquia e Catedral Nossa Senhora Aparecida se confunde com o nascimento da própria cidade de Votuporanga, e prossegue juntamente com o desenvolvimento do município. No presente texto foi elaborada uma pequena Linha do Tempo, especificadamente sobre a fundação até o final da construção e criação da diocese.

Nesse longo período temporal, ocorreram diversos eventos de extrema importância para a cidade, que reverberaram no progresso da igreja. Para tanto, indicamos o estudo desta belíssima história por meio do site da paróquia (referenciado logo abaixo deste texto). Aproveito o ensejo para agradecer imensamente ao Padre Gilmar Margotto, por entender a relevância do trabalho histórico e ainda por franquear nossa entrada aos locais de acesso restrito (fotos internas da construção). As informações abaixo indicam apenas alguns dados do extenso rol de informações encontradas no site da Catedral (extremamente rico em detalhes e imagens). Também há trechos oriundos de pesquisas externas. De acordo com os acontecimentos, temos a seguinte cronologia:

A primeira missa foi celebrada pelo Presbítero Isidoro Cordeiro Paranhos (vindo da cidade de Bálsamo) no dia da fundação da cidade, em 1937, às 15 horas. Entre 1939 e 1940 foi erguida a primeira igreja (situada onde temos hoje a fonte luminosa), com o massivo apoio dos populares recém-chegados, infelizmente o padre Paranhos falece (muito jovem) em julho de 1939. Em dezembro de 1943, Dom Lafayette Libânio, bispo da diocese de São José do Rio Preto, decretou a criação da paróquia, mas somente em março de 1947, ela recebeu o nome da Padroeira do Brasil.

Padre Isidoro Cordeiro Paranhos celebrando a primeira missa.

No final de 1953 é abençoada a pedra fundamental para a construção da nova igreja. O projeto teve a autoria do Engenheiro italiano Dante Andreoli. A construção iniciou-se em março de 1954.

Dom Lafayette Libânio, bispo diocesano de São José de Rio Preto, na cerimônia de benção da pedra fundamental.

             Na próxima imagem podemos acompanhar os operários trabalhando incansavelmente na construção da fundação da nova igreja. Na fotografia é possível observar vários pontos significativos. Inicialmente à esquerda, temos a primeira igreja construída (mencionada logo no início do texto). Ao fundo, mais à direita, vemos o Cine Votuporanga. Também é possível visualizarmos as fundações que posteriormente receberia as duas torres, além da utilização de carroças de tração animal para a execução dos trabalhos.

Operários trabalhando incansavelmente na fundação.

Em novembro de 1958, após quatro anos de dedicação e esforços da população, foi celebrada a missa inaugural – exatamente às 17 horas do dia 12, por Dom Lafayette Libânio. Na mesma data, às 08 horas, o querido Frei Arnaldo rezava a última missa na antiga Capela.

Imagem interna da igreja, sem o piso, as pinturas e a decoração.

Na próxima edição, continuaremos a contar a história da catedral. Não perca!