Secretaria Municipal de Direitos Humanos auxilia na luta contra o álcool e as drogas

159

Internações, encaminhamentos e projeto Votuporanga em Ação 2 são iniciativas para quem deseja se ressocializar.


A Secretaria Municipal de Direitos Humanos da Prefeitura de Votuporanga tem auxiliado muitas famílias e munícipes que enfrentam o vício da dependência química. Muitos procuram a pasta para pedirem ajuda para se libertarem do vício.

Definida como uma doença pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a dependência gera dúvidas nas famílias que lidam com os desafios.

O secretário Emerson Pereira explica que o álcool e as drogas estão cada vez mais presentes na vida das famílias, que buscam apoio do Poder Público para resgatar quem precisa de ajuda. Em época de pandemia, houve um agravo por conta do isolamento e ociosidade. 

O perfil dos atendimentos envolve homens e mulheres, com idade entre 18 a 40 anos. No primeiro trimestre deste ano, aproximadamente 70 pessoas foram atendidas. Quando há interesse no tratamento, a equipe solicita internação com instituições que fornecem o atendimento gratuito (vagas sociais), sejam do município ou de cidades da região. “Vale destacar que a internação que fazemos é voluntária, ou seja, a pessoa está de acordo em iniciar o tratamento. Já as famílias que desejam a forma compulsória, devem procurar a justiça”, explicou o secretário. 

Se o interessado não deseja a internação, também é feito um trabalho em parceria com as entidades de Votuporanga que lidam com o combate à dependência química. Hoje, a Associação Antialcoólica, Amor Exigente, Comunidade Nova Vida e Comunidade São Francisco de Assis prestam serviços que visem resgatar pessoas do vício, ajudando na ressocialização. Mesmo em época de pandemia, os trabalhos são realizados. 

Além disso, Votuporanga tem o Caps AD (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas). Quem está no tratamento à dependência também conta com vaga de trabalho no Projeto Votuporanga em Ação 2, sendo beneficiado com meio salário mínimo e uma cesta básica, trabalhando 4 horas por dia. 

A Secretaria de Direitos Humanos fica na Rua São Paulo, 3771, Centro. O telefone para mais informações é o (17) 3422-2770.