Secretaria da Saúde realiza mais uma etapa do projeto “Votuporanga contra o Aedes Aegypti” neste sábado

68

Procedimento de limpeza ocorre nos bairros São Cosme, Palmeiras e Pozzobon; objetivo é dar continuidade no controle de criadouros.

A Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura de Votuporanga, por meio da Vigilância Ambiental, realiza mais uma etapa do projeto “Votuporanga contra o Aedes Aegypti” neste sábado (24), das 7h às 13h, nos bairros São Cosme, Palmeiras e continuação no Pozzobon. O acionamento do projeto foi determinado pelo Decreto nº 13.240, de 13 de abril de 2021, publicado no Diário Oficial Eletrônico.

O objetivo é dar continuidade na intensificação e controle de criadouros e eliminação de focos nos bairros com maior índice de casos suspeitos. Os agentes de saúde seguem orientando os moradores e vistoriando o peridomicílio, que é o quintal, não entrando na casa, para eliminação de focos e criadouros e, com isso, reduzir a propagação de novos casos. Vale ressaltar que todos os agentes já estão vacinados e fazem uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), seguindo as normas de saúde com relação à prevenção contra o novo Coronavírus (Covid-19). 

Conforme dados da Vigilância Epidemiológica, até o momento, foram registrados 325 casos confirmados, 118 coletados aguardam resultado e 577 deram negativos. Neste ano, não houve ocorrência de óbito. Em 2020, foram 9.166 casos positivos e quatro mortes, um homem de 99 anos e três mulheres com idades entre 63 e 84 anos. 

A ação é importante também, considerando que a Dengue e a Covid-19 possuem alguns sintomas semelhantes, como febre, dor muscular, articular e de cabeça, ao redor dos olhos, enjoo, vômito e perda de apetite e paladar, o que pode atrapalhar o diagnóstico e prejudicar o tratamento adequado de cada doença. Além da Dengue, o mosquito Aedes Aegypti transmite também Zika, Chicungunya e Febre Amarela. 

Prevenção    

Como medidas preventivas, a Vigilância Ambiental orienta a população a manter os cuidados permanentemente em seus domicílios, como deixar os quintais sempre limpos; verificar recipientes como garrafas, pratos de vasos de plantas e sacolas plásticas que possam acumular água; limpar calhas; tampar caixas d’água e utilizar produtos como detergente e sabão em pó diluídos em água nos ralos internos e externos, para evitar a proliferação do vetor. É igualmente importante lavar os bebedouros dos animais com água, bucha e sabão.  

Atendimento  

Ao surgimento dos primeiros sintomas, como febre, dor muscular, articular e de cabeça, ao redor dos olhos, enjoo, vômito e perda de apetite e paladar os munícipes devem procurar a unidade de saúde mais próxima ou unidades de pronto-atendimento imediatamente.  

Denúncia           

A população pode denunciar terrenos e imóveis com lixo, entulhos e outros, por meio da Ouvidoria Geral do Município pelo 0800 770 3175, além dos telefones (17) 3406 3175 e 3406 3181. Não é necessário se identificar, apenas informar endereço completo do local.