Santa Casa de Votuporanga amplia Unidade de Diálise

370

Mais um salão com 16 pontos de terapia renal, além de novo tratamento de água e depósito.

A Unidade de Diálise acabou de ampliar sua estrutura pensando em oferecer uma assistência ainda maior. Assim, sendo possível aumentar o número de pacientes atendidos, inclusive com um salão específico para o tratamento renal de pessoas com suspeita e/ou confirmados com Coronavírus.

A força-tarefa foi possível graças ao empenho da equipe do próprio Hospital, que reuniu colaboradores de Obras e Manutenção para trabalhar e entregar toda a estrutura. O projeto utilizou uma área já existente para expandir outras duas.

A reestruturação da planta permitiu um novo salão específico para pacientes com suspeita e/ou confirmados com COVID-19, além de novo tratamento de água e depósito.

Agora, no total, são 45 pacientes em terapia renal por turno, com ampliação de mais 16 pontos. Os equipamentos foram adquiridos por meio de emendas parlamentares dos deputados Floriano Pesaro (valor de R$495 mil) e de José Mentor (R$150 mil). Além disso, o Instituto do Rim também investiu R$1 milhão em aparelhos.

Este novo salão funciona de segunda a sábado, das 6 às 18h. Foram contratados duas enfermeiras e seis técnicos para ajudar na demanda. “Nossas sessões de diálises são compostas por dezenas de assistidos, a maioria com outras comorbidades associadas à saúde, tido como fatores de risco. Este salão veio em um excelente momento, isolando os pacientes com suspeita e positivos dos demais”, explicou a médica nefrologista, responsável pela Unidade, Dra. Aparecida Paula Gondim Visoná.

Novo tratamento de água

Para pacientes de terapia renal, o tratamento de água é primordial. A manutenção da qualidade da água usada nos tratamentos de hemodiálise é fundamental para a segurança do paciente, uma vez que alguns compostos, como alumínio e flúor, além de toxinas geradas por bactérias (as endotoxinas), se presentes na água, podem debilitar o estado de saúde do assistido.

Por isso, a Santa Casa investiu nesta área tão importante. O Hospital conta com um sistema de tratamento e purificação da água, adquirindo equipamentos modernos que custaram R$446 mil.

O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu os deputados que destinaram as emendas, que possibilitaram a reforma e aquisição de equipamentos. “Floriano Pesaro é um grande parceiro do Hospital. Ele faz questão de saber de nossas necessidades, sempre atento às nossas demandas até mesmo após seu mandato como parlamentar. Quero estender minha gratidão e reconhecimento ao trabalho de José Mentor, deputado que apoiou

nossas causas, sempre esteve presente. Sentimos a perda de um grande homem, que fará muita falta”, afirmou.

Ele ressaltou a importância da Unidade de Diálise. “É a nossa referência. O acolhimento é diferenciado, pensando nos pacientes inclusive de outras cidades e que ficam tempo maior na Instituição. Com a  Pandemia que estamos enfrentando, é importante conseguir oferecer mais segurança aos pacientes da Diálise.”, disse.

Sobre a Unidade

O setor iniciou suas atividades no dia 8 de agosto de 1990. A responsável técnica, Dra. Aparecida Paula Gondin Visoná, supervisionava o atendimento de 13 pessoas, em apenas três máquinas de hemodiálise.

Atualmente, são 244 pessoas em tratamento de Hemodiálise (realizada três vezes na semana no Hospital) e 22 em Diálise Peritoneal (feita diariamente na casa do paciente). São assistidas as cidades: Américo de Campos; Álvares Florence; Cardoso;  Cosmorama; Floreal; Gastão Vidigal; General Salgado; Macaubal; Magda; Monções; Nhandeara; Parisi; Pontes Gestal;  Riolândia; Sebastianópolis do Sul; Valentim Gentil e Votuporanga.

Os assistidos recebem atendimento médico, suporte assistencial, além de orientação nutricional e acompanhamento psicológico. O setor conta com equipe multidisciplinar especializada que é composta por nefrologistas, enfermagem, psicóloga, assistente administrativa, recepcionistas, nutrição e higiene/conservação. Dra. Aparecida Paula G. Visoná, Dra. Neide Oyama Tocio, Dra. Regina Silvia Chaves de Lima, Dr. Arthur Eduardo R. Sanches e Dra. Natalia Acquaroni Gondin, Dra. Thais Prado do Amaral Voltarelli são os profissionais médicos.