Pediatra do SanSaúde explica sobre primeira consulta

165

Dra. Carla Sidiley Roveri da Silva deu detalhes de quando deve procurar o profissional e sanou algumas dúvidas.


Você sai da maternidade com aquele “pacotinho” nos braços e com a responsabilidade de nutri-lo e cuidar da saúde do pequeno. É uma tarefa e tanto, por isso, precisa ser acompanhada por um médico desde o início. O primeiro passeio do recém-nascido é para o pediatra. Nessa primeira visita, o médico vai pesar o neném- o parâmetro mais importante para mensurar o desenvolvimento – e orientar sobre os cuidados e as dúvidas mais comuns nessa fase tão cheia de desafios. 

A médica pediatra do SanSaúde, Dra. Carla Sidiley Roveri da Silva, deu detalhes da primeira consulta, que deve ocorrer na primeira semana de vida, podendo se estender no máximo nos primeiros 10 dias. “É muito importante levar todos os documentos entregues na maternidade, principalmente a carteirinha de vacinação”, afirmou. 

O profissional pode fazer questionamentos como: ingestão de leite (para saber se a criança bebeu somente leite materno ou precisou de fórmula); adaptação à mãe; como a amamentação tem sido realizada; se o neném ficou sob investigação na maternidade após seu nascimento, como ocorre quando há icterícia; alimentação e hábitos de sono. 

É muito importante que pai e mãe estejam presentes e que não tenham receio de fazer todas as perguntas que desejarem. Uma boa dica é anotar sempre que surgir alguma dúvida e levar uma relação com todas elas. Nada deve ser considerado banal: afinal, não é mesmo fácil saber, por exemplo, se o bebê está com frio ou calor e nem diferenciar o choro de fome de um grito de cólica. 

É indicado que o neném visite o pediatra com frequência mensal até completar um ano de idade. A partir daí, a indicação é que o acompanhamento seja, no mínimo, trimestral, com variações menores ou maiores, de acordo com cada situação. 

Confira as principais dúvidas

  • Como cuidar do umbigo do bebê?

Dra. Carla explicou que o umbigo deve ser lavado com sabonete no banho e passado álcool 70% com cotonete nas trocas de fralda. 

  • O que fazer para aliviar as cólicas?

A pediatra acalmou os papais quanto ao assunto.  As cólicas são comuns e se iniciam geralmente após o 15º dia de vida. “Massagens no abdômen (barriguinha) do bebê podem ser feitas, colocando compressas mornas. Se for realmente necessário, pode utilizar medicação como simeticona”, frisou. 

  • Melhor posição para dormir?

A profissional orientou a posição supina (barriguinha para cima). 

  • Refluxo e agora?

O recém-nascido é normal apresentar o refluxo fisiológico, ou seja, apresenta regurgitações e vômitos esporádicos e esses sintomas não atrapalham no desenvolvimento e nem no ganho de peso do bebê.