Infectologista orienta: transmissão da COVID-19 continua

504
Médica Dra Regina Silvia Chaves de Lima pediu apoio da população para manter os cuidados como uso de máscara, higiene de mãos, respeitando o distanciamento social

Já se passaram meses de quarentena e, agora, a flexibilização está maior em diversas cidades. Mas, a abertura do comércio, volta do trabalho presencial e até o funcionamento de bares ou outras opções de lazer não significam que a pandemia do Coronavírus (COVID-19) passou. Pelo contrário, ainda merece a atenção de todos.

A médica infectologista da Santa Casa de Votuporanga, Dra. Regina Silvia Chaves de Lima, falou que o vírus continua em atividade. “Cerca de 20% das pessoas foram expostas. Ainda temos casos positivos, logo ainda existe a transmissão. Se a gente não seguir o distanciamento social e isolamento (na suspeita e confirmação), iremos manter essa disseminação”, afirmou.

Ela ressaltou que, em outras regiões, os números da doença estão crescentes, incluindo óbitos. “Em outras cidades, os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria estão lotados. Vamos continuar cumprindo nossa parte, com o uso de máscara o tempo todo e higienização das mãos para que essa disseminação não avance”, complementou.

Dra. Regina pediu a colaboração de todos. “É momento de se fortalecer e continuar com todos os cuidados e orientações recebidos pelo Ministério da Saúde. Nós contamos com vocês, para que o município continue com poucos casos e baixa mortalidade”, finalizou.