Homem que fez ex-mulher refém por 4 horas não aceitava fim do relacionamento, diz polícia

141

Renan Silva dos Anjos, de 30 anos, foi preso em flagrante em Icém/SP; ele vai responder por tentativa de feminicídio e descumprimento de medida protetiva.

O homem de 30 anos que foi preso após usar uma faca para fazer a ex-mulher refém não aceitava o término do relacionamento, segundo informou a Polícia Militar. O caso foi registrado na tarde de quinta-feira (22), em Icém/SP.

De acordo com Cássio Lenarduzzi, capitão da Polícia Militar de São José do Rio Preto, Renan Silva dos Anjos ignorou a medida protetiva que a vítima tinha contra ele e pulou o muro da casa da ex-mulher por volta de 13h30. A mãe da vítima, a filha do casal e a babá da criança também estavam no imóvel.

A babá da menina conseguiu fugir e ligou para a Polícia Militar, que enviou equipes para atender a ocorrência. Em seguida, a filha de 5 anos e a ex-sogra de Renan também deixaram a casa.

“O indivíduo oscilou muito. Ele ficou o tempo inteiro com a faca no pescoço da ex-mulher, puxou o cabelo e deu alguns tapas na mulher. Tentamos convencê-lo de que aquela não era a melhor ideia a ser tomada”, afirmou Lenarduzzi.

Depois de quatro horas de negociação, o suspeito libertou a ex-mulher e se entregou. Ninguém ficou ferido durante a ocorrência.

“A gente conseguiu dissuadi-lo da ideia de matar a ex-mulher. Ele foi preso e vai responder por tentativa de feminicídio e descumprimento de medida protetiva, considerando que havia uma ordem judicial para que o homem não se aproximasse da mulher”, explicou Lenarduzzi.

*Com informações do g1