Homem agride a própria mãe policial civil e acaba baleado e preso em Rio Preto

233

Corregedoria da corporação investiga o caso para descobrir se os tiros foram feitos acidentalmente ou em legítima defesa. Mulher e jovem precisaram ser socorridos e encaminhados para o Hospital de Base.


Um estudante de 22 anos foi preso após agredir a mãe de 52 anos no bairro Anchieta, em São José do Rio Preto/SP, na manhã desta sexta-feira (5).

A mulher atua como investigadora da Polícia Civil. Como disparos de arma de fogo foram feitos, a corregedoria da corporação investiga o caso, que foi registrado como lesão e violência doméstica.

De acordo com o boletim ocorrência, a avó do jovem ligou para a filha e relatou que o estudante tinha jogado um prato de comida na parede.

Depois de receber a informação, a investigadora decidiu ir até a casa dela, onde foi agredida pelo filho com socos na cabeça e pediu por socorro.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, a mãe da policial civil entrou no imóvel após escutar um tiro e encontrou a filha ensanguentada e caída no chão.

Como o jovem continuava partindo para cima da investigadora, a mulher realizou mais um disparo de arma de fogo, atingindo uma das pernas do filho.

A Polícia Militar foi chamada e prendeu o estudante. Mãe e filho foram socorridos e encaminhados para o Hospital de Base de Rio Preto.

A arma da investigadora foi apreendida e passará por perícia. Ela segue internada porque perdeu muito sangue. O caso será investigado para descobrir se os tiros foram disparados acidentalmente ou em legítima defesa.

*Com informações do g1