Falece aos 89 anos o professor Joaquim da Luz Marques

657

Faleceu nesta segunda-feira, 20, às 21h37, aos 89 anos, o Sr. Joaquim da Luz Marques. Ele deixa a esposa Tereza Maria Francisco e os filhos: Dalmo, Adriano, Maria Cristina, Daura Rita, Flávio, Daniel, Patrícia e Leonardo, além de 10 netos.  Católico, frequentou a Igreja São Bento, mas ultimamente frequentava uma Igreja Evangélica. Marques teve como seu último endereço a Rua Francisco Pelegrini no bairro Jardim Residencial do Lago.

Português, oriundo de Vendas Novas de Évora – Portugal – nasceu aos 21 de janeiro de 1931, mas foi registrado somente em 25 de janeiro de 1931, (era praxe na época esperar para ver se ‘vingava’, se vivia). Marques veio para o Brasil no final de 1939 e chegou a Votuporanga em julho de 1940, onde o pai Manuel Marques já tinha uma pequena loja de secos e molhados; casou-se em 1959 com Margarida de Almeida Ribeiro do Val, sobrinha do Capitão Almeida ex prefeito de Votuporanga, com quem teve 6 filhos, separou se em 1984 uniu se com Terra Maria Francisco com quem teve mais dois filhos. Joaquim da Luz Marques era professor e tinha a formação em Direito, com especialidade em Direito de Famílias, além de ser sócio proprietário do Colégio Comercial e Piconzé Anglo.

Marques faleceu sob suspeita de Covid-19, mas pela idade avançada ele já estava desenganado pelo médico gastroenterologista desde outubro do ano passado. Segundo a família, “Ele teve um problema no intestino, na idade dele inoperável, durou 8 meses, após permanecer 6 anos de cama, após sofrer vários AVCs (Acidente Vascular Cerebral)”.

Seu sepultamento aconteceu nesta terça-feira (20) às 10h no Cemitério Municipal de Votuporanga.