Deputado Dalben comemora antecipação de obras na Malha Ferroviária: mais uma conquista de seu mandato para a população paulista

269

         

Dalben e o Ministro Tarcísio Freitas

Reunião de prefeitos, representantes da Rumo, deputado Dalben e o vice-governador Rodrigo Garcia

 

“Um marco histórico para o desenvolvimento do Estado de São Paulo, do Brasil e dezenas de municípios paulistas”. Com essas palavras, o deputado estadual Dirceu Dalben (PL) definiu a renovação antecipada da concessão da Malha Ferroviária Paulista à empresa Rumo Logística, assinada no dia 27 de maio junto à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Essa era uma das lutas do deputado, uma vez que, além de ampliar a capacidade do transporte de cargas no estado, a renovação da concessão também antecipa investimentos da Rumo em 40 municípios paulistas que são cortados pela ferrovia, com a construção, por exemplo, de viadutos sobre a linha férrea, resolvendo com mais agilidade questões de mobilidade urbana e segurança viária. Dentre as cidades que serão beneficiadas estão Votuporanga, São José do Rio Preto, Fernandópolis, Bálsamo, além de outros municípios desta e outras regiões do estado.

Dalben acompanhou de perto todo o processo da renovação antecipada da concessão da Malha Ferroviária Paulista. Em setembro de 2019, participou de uma audiência pública do TCU (Tribunal de Contas da União), em Brasília, e expôs aos ministros Augusto Nardes (TCU) e Tarcisio Gomes de Freitas (Infraestrutura) os benefícios que a renovação antecipada traria aos municípios paulistas. Defendeu também a utilização da ferrovia para o transporte de passageiros, com a implantação do Trem Intercidades de São Paulo a Campinas inicialmente e, posteriormente, até o Interior.

Já no fim de outubro, o deputado acompanhou a visita do ministro Nardes a algumas cidades paulistas, como Sumaré (Região Metropolitana de Campinas), realizada com a finalidade de conhecer de perto a estrutura da linha férrea e a operação do transporte de cargas realizado pela concessionária Rumo Logística. Foram diversas outras reuniões também com prefeitos, com a equipe da Rumo, representantes do Governo do Estado e com o vice-governador, Rodrigo Garcia, somando esforços e cobrando mais agilidade dos órgãos responsáveis para que essa renovação saísse do papel o quanto antes.

“Esse é um marco histórico para o desenvolvimento do nosso estado, do país e de dezenas de municípios paulistas. O novo contrato prevê a solução de conflitos viários em 40 cidades. Além disso, a concessionária também vai investir R$ 6 bilhões em obras, trilhos, vagões e locomotivas para ampliar o transporte de cargas já nos primeiros cinco anos de contrato. Isso tudo, além de melhorar questões de infraestrutura, também favorece a geração de empregos para a população paulista, em um momento que nosso estado e país se preparam para a retomada econômica. É uma grande conquista e também é o primeiro passo para a implantação do Trem Intercidades, que realizará o transporte de passageiros entre importantes regiões do nosso estado”, comentou o deputado estadual Dirceu Dalben.

O contrato original, que venceria em 2028, foi renovado por mais 30 anos. Segundo a ANTT, a renovação antecipada garante R$ 6 bilhões em investimentos em cinco anos para ampliar a capacidade do transporte de cargas da Malha Ferroviária Paulista (de 35 milhões para 75 milhões de toneladas); intervenções em 40 municípios paulistas, somando mais de R$ 1 bilhão, para minimizar conflitos entre a ferrovia e as cidades; a geração média anual de 7.000 empregos nos próximos dez anos.

Na região de São José do Rio Preto, a concessionária Rumo Logística deverá implantar, no prazo de seis anos, o Contorno Ferroviário denominado “Variante de Mirassol, São José do Rio Preto e Cedral”, com 54 Km de linha férrea simples. A estimativa de custos totais para esta obra é de R$ 497,35 milhões – quase meio bilhão de investimentos para retirar a linha férrea dos centros urbanos. Também está prevista no novo contrato a construção de um viaduto sobre a ferrovia na Estrada Municipal VTG-040, em Votuporanga – que deve ficar pronto em três anos –, além de outros pontilhões em Bálsamo (na Rua Rio de Janeiro – Centro), Fernandópolis (na Estrada do Coqueiro e na Rodovia Vicinal Carlos Gandolfi) – estes últimos com prazo de execução de dois anos –, entre outras obras.

“Estamos muito felizes em contribuir para o desenvolvimento da região. Essas obras vão solucionar, em curto prazo, conflitos entre a ferrovia e o viário urbano, garantindo mais segurança para toda a população e melhor mobilidade. É uma grande conquista e nosso mandato segue sempre à disposição dos municípios paulistas, defendendo os interesses dos moradores”, finalizou o deputado Dalben.