Coronavírus – a Luta contra esse inimigo invisível

648

Andrea Anciaes –

Hoje o Brasil registra um número de mais de 1 milhão de infectados o que é verdadeiramente comprovado e mesmo assim ainda é muito grande o número de pessoas que duvidam dessa veracidade e ainda continuam arriscando as próprias vidas lamentavelmente.

São Paulo lidera entre os estados com maior número de mortes e no interior do estado pela primeira vez os números superam o da capital, seguido por Rio de Janeiro, Ceará, Pará e Pernambuco. Ainda figuram entres as unidades da federação com altos índices de óbitos em função da pandemia Amazonas, Maranhão, Bahia, Espírito Santo, Alagoas e Paraíba.

Com 50,6 mil mortos, Brasil tem ruas cheias e desrespeito às medidas de proteção, é como se no país não existisse uma pandemia que já infectou mais de 1 milhão de pessoas e matou mais de 50 mil brasileiros.

O cenário é altamente preocupante, mas todos os alertas foram e continuam sendo ignorados pela população do país causando com isso uma sobrecarga no sistema de saúde de todo Brasil.

Nada nesse momento está normal no país, quando ainda temos tanta gente morrendo por dia. Enquanto os números de óbitos estiver crescendo, ainda não passamos do pico da epidemia. Vale ressaltar que já faltam leitos em UTIs em todos os cantos do país e o vírus está por todo lugar o que é assustador.

Governos “acham que já dá” para afrouxar o isolamento…. já dá por quê? Tem mais pessoas contaminadas hoje nas ruas que em qualquer tempo, todo mundo que ainda não pegou Covid19 está em risco, precisamos de transparência e responsabilidade!

Com mais de mil mortos por dia, shoppings estão abertos, ruas de comércio popular estão com as portas de lojas abertas e o povo que reclama estar sem dinheiro se aglomera no comércio achando que apenas o uso de máscara pode evitar uma contaminação e com isso “preservar à própria vida” se tornou algo banal o que é lamentável! Agora não é hora de sair para passear e comprar nada que não seja essencial. O que for possível adiar, adie. É hora de ficarmos em casa. Peça que seus amigos e familiares fiquem em casa, se possível. Estamos na pior fase. Cuide-se e proteja-se, proteja sua família e comunidade.

Estudos apontam que o sistema de saúde brasileiro não comporta uma rápida escalada dos casos graves de Covid-19 é preciso que a população se conscientize e com isso ajude o achatamento da curva de contágio nesse momento.

Hoje a capacidade do nosso sistema de saúde de absorver os tratamentos, em condições atípicas, é baixíssima já faltando leitos em hospitais e inclusive medicamentos aqui na região do noroeste paulista. Sabemos hoje que praticamente todas as macro e microrregiões de saúde terão comprometida sua capacidade de oferta de leitos UTI. O número de notificações e de óbitos não parou de crescer, pelo contrário, está em ritmo acelerado, precisamos diminuir a velocidade de propagação do vírus.

O que está acontecendo é muito grave. Com a transmissão já em nível comunitário, o vírus está atingindo centenas de comunidades…desde os maiores centros até a população ribeirinhas. Os dados são invisíveis. Municípios, estados e o governo federal não divulgam nada específico. Estamos todos cegos para a magnitude do que está acontecendo!

Desejar a morte dos outros não é patriotismo, é fanatismo, egoísmo e cegueira. Se as taxas de contágio continuarem em rápido crescimento, muitos que dependem do SUS ficarão sem atendimento o que é gravíssimo.

 

Não caiam em armadilhas fatais e fakenews disseminadas nas redes sociais pelo fim do isolamento, todo mundo está em perigo e todo mundo precisa se cuidar.

Infelizmente, a doença Covid19 não tem cura, o tratamento é longo e nem todos que ficam na UTI se salvam. A única medida com resultado é evitar que as pessoas se contaminem. O ISOLAMENTO SALVA VIDAS!