Conheça duas formas simples de transmitir volume em suas pinturas

315

por Gustavo Rapassi

Você sabe fazer luz e sombra nas suas pinturas?

A cor clara transmite uma sensação de que avança e a cor escura transmite uma sensação de que recua e com essas diferenças de tonalidades podemos criar sensação de volume em superfície plana.

Sabe quando você olha para uma pintura e parece que ela está em relevo, saltando em nossa direção, ou parece que ela afunda, entrando no quadro?

E tudo isso em uma superfície que é plana.

Então, existe duas maneiras de representar e transmitir essa sensação de volume em uma superfície plana, uma é a perspectiva linear outra é o sombreamento.

A perspectiva linear é usada para representar volume e profundidade em superfície plana, através de traços e linhas, por isso ela não faz efeito em figuras arredondadas.

A outra forma de transmitir essa sensação de volume em uma superfície plana é o sombreamento.

Você consegue usar ele para representar luz e sombra, com cores claras e escuras ou com tons de preto e cinza. Clareando e escurecendo é bastante usado para representar volume em figuras arredondadas.

Por exemplo, se você for pintar uma maçã ou uma bola de bilhar, você pode usar cores escuras em volta e cores claras no centro.

Ou seja, quando você quer que a imagem afunda nas laterais, você usa cores escuras e quando você quer que a imagem avança ou salta no centro, você usa cores claras.

Porque de forma geral, as áreas escuras transmitem sensação de distanciamento e profundidade e as cores claras transmitem sensação aproximação.

Mas como sempre tem as exceções, tem casos que essa regra se inverte, dependendo da posição da luz no cenário ou no objeto a ser retratado.

Mas quando você estiver em dúvida de como fazer, pode usar essa regra que dá certo.

E como tudo o que envolve o assunto arte, o ideal é experimentar. As regras existem para serem quebradas, experimente. Pinte igual uma criança.

Uma criança quando vai pintar, simplesmente pinta o é comum para ela sem deixar o espirito critico bloquear a transmissão da sua mensagem interior.

Ela transmite a sua realidade e suas fantasias para a pintura ou para a história que conta, simplesmente curte o momento e se entrega a sua atividade.

As crianças mesmo antes de serem alfabetizada são capazes de utilizar o desenho para registrar emoções, acontecimentos e interagir com o meio que está inserida.

Assim como fazia o homem na pré-história, ambos representam seus desenhos de forma metafórica e sem auxílios de técnicas.

Não é necessário ensinar uma criança a desenhar, produzir sons ou dançar, ela segue o embalo natural do corpo e da mente.

Cabe aos adultos estimular oferecendo condições de evoluir nestas atividades.

E assim devemos fazer com nossas limitações, encarar com naturalidade e principalmente com simplicidade.

Ser espontâneo é pintar assim, simplesmente pintar o que vem na mente, o que é obvio pra você, sem se preocupar se vai dar certo, ou se vai ter capacidade de fazer o que se propõe.

Produzir dentro de suas limitações, com a tranquilidade de que é o seu momento.

Porque ser o que você é, vai agradar primeiro você e depois quem gosta de você.