Com 1,2 mil casos de dengue e prefeitura iniciou neste sábado mutirão contra o mosquito

166

Número de casos deverá ser maior, já que prefeitura aguarda 1,6 mil resultados de exames.

Votuporanga  registrou neste primeiro mês do ano 1.206 casos de dengue e ainda aguarda o resultado de outros 1.634 exames. As autoridades municipais estão tentando controlar o avanço dessa epidemia.

A decisão mais recente foi colocar os agentes de endemias para trabalhar aos fins de semana também. Esse mutirão de visitas dos agentes vai ser feito aos sábados das 7h às 13h até o último sábado de fevereiro.

Ao todo, 90 funcionários da prefeitura foram escalados para essa ação emergencial. Eles percorrem as casas fazendo um pente fino nos quintais em busca de criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e Chikungunya.

A cidade vive a segunda epidemia seguida da doença. No ano passado quase seis mil pessoas contraíram dengue em Votuporanga, com uma morte confirmada.

Segundo Nilton César Santiago, coordenador da Vigilância Sanitária da cidade, a última avaliação de densidade larvária feita na cidade deu resultado de 9.7 – a cada 100 casas visitadas foram encontradas larvas do Aedes Aegypti em pelos menos 9.

Além do mutirão, a prefeitura tem outras ações em andamento, como pulverização de inseticida e o uso de uma espécie de aspirador para sugar os mosquitos. Por causa da quantidade de doentes até uma sala de hidratação foi montada numa unidade de saúde.