Coluna Votuporanga Antiga – Imagens de Votuporanga

1592

[email protected]

Estradas da região

Era assim a estrada entre Tanabi e Votuporanga antigamente. Percebam a mata densa e as condições precárias do caminho, que sofria muito com os fatores climáticos. Na imagem vemos que o primeiro veículo (de carga) estava quebrado e logo atrás a popular jardineira aguardando passagem. Há relatos que uma simples viagem de Votuporanga à Tanabi poderia se estender por horas, quando feitas em condições favoráveis.

Consideramos muito importante abordar esse assunto para entendermos como era difícil a locomoção entre as cidades e também compreender de que maneira era feito o processo fotográfico da época. Essa fotografia foi capturada através do recurso chamado de “colódio úmido” (uma espécie de verniz aplicado em forma líquida em placas fotográficas de vidro ou metal que, em contato com nitrato de prata exposto à luz, fixa a imagem na placa). Durante a realização da pesquisa para este texto, tive a oportunidade de ter contato com a placa de vidro original.

Postes de Concreto

Nessa icônica fotografia podemos ver como determinados acontecimentos eram sinônimos de festa e alegria em nossa cidade. Na imagem temos a rua Amazonas, com destaque para a antiga Lojas Riachuelo (localizada na rua Amazonas, esquina com Santa Catarina). Também visualizamos operários e populares posando para uma imagem histórica, com a chegada dos postes de concreto para a substituição daqueles de madeira. Era o progresso chegando a galope na nossa querida cidade!  Em uma oportunidade próxima iremos abordar sobre a parte superior desta edificação, onde se encontrava o Palacete Budim.

Praça Dr. Fernando Costa, Igreja Matriz e Concha Acústica

Esta é uma foto aérea da Praça Dr. Fernando Costa, com a Igreja Matriz (já finalizada) e a Concha Acústica. Olhando atentamente à direita, podemos observar o início da construção do palco e camarins da Concha, além do espaço em que seria construída a ‘nova sede’ da Biblioteca Municipal Castro Alves. Podemos notar ainda inúmeras construções (ou terrenos) da época, inclusive à esquerda da imagem, temos a antiga rodoviária (no início da rua Padre Izidoro). A referida imagem, que retrata o coração da nossa cidade, data provavelmente da década de 70.

Avenida Prestes Maia

A “Avenida que liga a cidade ao bairro da Estação da Estrada de Ferro Araraquara” era a antiga denominação da Avenida Prestes Maia. Ela recebeu esse nome através da Lei 667/65, em homenagem ao engenheiro civil e arquiteto Francisco, que falecera pouco tempo antes da inauguração da mesma, pelo prefeito Dalvo Guedes.  Na imagem podemos ver o final da avenida (isso mesmo, a avenida se inicia após as escadas da estação ferroviária) e a tradicional mercearia Guarujá ou como popularmente é chamada, Venda Redonda.