Banco Municipal de Alimentos passa por modernização

715

Prefeito Edinho Araújo entregou 2 caminhões refrigerados e assinou ordem de serviço para compra de 3 câmaras frias e 2 geladeiras comerciais.

A Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, realizou nesta quarta-feira (4) a entrega de veículos e equipamentos e apresentou a modernização com melhorias estruturais do Banco Municipal de Alimentos. O investimento extrapola R$ 1 milhão, entre recursos próprios e federais via Ministério da Cidadania.

A cerimônia à sede do serviço foi conduzida pelo prefeito Edinho Araújo juntamente com o secretário da pasta, Antonio Pedro Pezzuto Júnior, e contou com presença da Presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria Elza Araújo, da secretária de Assistência Social, Patrícia Bernussi, e de outros secretários, do Presidente da Câmara, Paulo Paulera, representantes de empresas doadoras, produtores rurais, entidades e famílias atendidas pelo serviço.

“O Banco de Alimentos integra toda uma rede, dos serviços municipais aos produtores rurais, redes de supermercados e entidades e associações de bairros. Nós temos grandes obras e selos de reconhecimento da qualidade de vida em nossa cidade. No entanto, não podemos esquecer que estamos falando sempre de pessoas, dentre as quais as que estão em situação de vulnerabilidade são minha preocupação constante”, disse o prefeito.

Foram entregues dois caminhões refrigerados da marca Ford Cargo 816, no valor de R$ 460 mil. O prefeito também assinou ordem de serviço para aquisição de três câmaras frias (R$ 65.270) e 2 geladeiras comerciais (R$ 8.980). A importância de R$ 15 mil está sendo aplicada na aquisição de utensílios específicos para as atividades do Banco.

“Graças à política pública de segurança alimentar e a centralização do abastecimento, tivemos ganhos em várias frentes. O orçamento anual do Banco em 2017 era de R$ 40 mil e a expectativa até 2021 é que cheguemos a R$ 1,5 milhão, com capacidade de investimento para melhor atender a população”, explica o Pezzuto.

Para além dessas aquisições, os recursos próprios investidos desde 2017 foram de R$ 481.701. Essa quantia foi utilizada para: ligação de sua rede à rede EMPRO; para reparos e readequação da estrutura de gás; adequação do edifício  à vistoria do corpo de bombeiros; pintura do prédio e revitalização da fachada, além da aquisição de: liquidificadores, armários, freezers, geladeiras, utensílios para processamento e manuseio de alimentos, caixas para armazenamento de alimentos, aquisição de ares condicionados, balanças.

Apenas no primeiro semestre deste ano, o Banco Municipal de Alimentos distribuiu 339 toneladas de alimentos a 95 entidades e cerca de 2500 famílias, atendidas semanalmente.