SOBRIEDADE JÁ

2634
Carlinhos Marques - Presidente Fundador da Comunidade Terapêutica Novo Sinai

DEIXA A MAMÃE DAR UM BEIJINHO QUE SARA…

Nasce uma criança, nasce uma mãe.

Existia uma mulher, mas de repente ainda não existia a mãe, e na primeira oportunidade de expressar amor pelo filho, a mãe dá um beijo né?

A partir desse primeiro beijo, todos os outros terão seus efeitos.

Estou dizendo isso, porque ouvi esses dias uma mãe dizendo de forma instintiva pro filho que estava aprendendo a andar, e tinha caído: “Vem aqui, deixa a mamãe dar um beijinho que sara.”

O efeito do tocar dos lábios da mãe, como que em osmose, transmite amor, dá segurança, tira dor, e até cura.

Nas estórias infantis, beijo já acordou a bela adormecida, transformou sapo em príncipe, mas foi também um beijo que Judas entregou Jesus.

Cuidado como você beija alguém, e quem te beija.

Beijo é intimidade, até cura, mas depende como vem, e de quem vem.

A SÍNDROME DO PATO

Você já ouviu falar da síndrome do pato?

É assim, o pato sabe nadar, sabe voar, e andar, certo?

Mas um peixe nada muito melhor que o pato, tem animais bem mais rápidos, que até correm, o pato também voa, mas os pássaros voam muito melhor, resumindo, o pato nada, anda e voa, mas não é o melhor em nenhuma dessas atividades.

Muitas vezes nós humanos nos cobramos para sermos bons, e melhores em tudo, e quando em alguma área a gente não se sai tão bem, a gente se frustra, cobramos de nós e dos outros, a perfeição em tudo, mas cada um tem seu dom, seu talento.

Nas olimpíadas dos bichos, o pato não conseguiria medalha de ouro na natação, nem nos cem metros rasos, mas com certeza, como você, ele tem habilidades que nenhum outro tem.

NÃO SOMOS CADÁVERES ADIADOS

Uma senhora muito cristã, que infelizmente tem um filho ateu, partilhou comigo uma conversa com esse filho.

Eu achei a colocação dela perfeita para um ateu, ela disse: “Filho se tudo que eu acredito, tudo que espero após a morte, for uma bobagem, sinceramente eu não perdi nada, agora se isso que eu acredito for a verdade, se as promessas de Jesus forem reais para quem acredita, pra quem faz a vontade Dele, você vai perder muito, aliás, vai perder tudo.”

Realmente. Não é possível que o homem imagem de Deus, acabe, depois da morte aqui, nós não somos um cadáver adiado.

É inerente ao homem, inclusive do ateu, o desejo que Deus exista, o desejo que o céu seja uma realidade, aliás acho que ateus sinceros diriam: “Não acredito, mas se fosse verdade seria muito bom.”

SÓ TE FALTA, O QUE NÃO FAZ FALTA

O Salmo que talvez seja o mais conhecido e o mais repetido da Bíblia, o Salmo 22, onde Davi começa dizendo: “O Senhor é meu pastor e nada me faltará.”

Normalmente as Bíblias que só ficam nas estantes das casas como enfeite, estão abertas nessa página, que já está até mais amarelada que as outras páginas.

Acontece que, quando se diz: “Nada me faltará” até por conta dessa cultura da prosperidade pela fé, muitos fazem dessa passagem, uma oração para pedir coisas que se faltarem, não vão fazer falta nenhuma.

Deus sabe exatamente o que precisamos, e dizer o Senhor é meu pastor nada me falta, não me falta coisa alguma, é uma atitude de fé, de louvor, e não uma súplica por supostas necessidades. É uma atitude de gratidão, até por estarmos vivos, porque se estamos vivos, nada nos faltou.

O GOSTO DA VIDA

Você já percebeu que quando se diz o nome de alguma fruta, parece que o gosto dela já vem na boca né? Tamarindo é o mais comum, mais outras também.

Tudo tem o seu sabor, às vezes eu acho que música tem sabor, até já brinquei com alguns amigos, que tem passagens bíblicas que de tão fortes, que se sentir o gosto, o sabor da mensagem.

Ok! Da mesma forma que tamarindo deve ter gosto de tamarindo, abacaxi gosto de abacaxi, a vida também tem gosto, e o gosto da vida, tem que ter gosto de felicidade.

Mas infelizmente, como tem muito abacaxi aguado, muita laranja azeda por aí, tem muita vida sem gosto de vida.

O gosto de felicidade da vida, está naqueles momentos que a gente não quer que termine, então uma dica: fique com esses momentos, pelo menos até começar o próximo.

Por Carlinhos Marques

Presidente Fundador da Comunidade Terapêutica Novo Sinai, que acolhe dependentes químicos desde 2005 de forma voluntária e gratuita, idealizador do projeto “Sobriedade Já” 

Informações

contato@novosinai.org.br

www.novosinai.org.br

@novosinai

@carlinhosmarques_novosinai