Secretaria da Cultura e Turismo de Votuporanga é contemplada com projeto do Estado 

435
Foto: Reprodução

Recurso faz parte do projeto “Retomada SP” que investe no retorno de festivais e eventos; investimento irá colaborar na realização do Fliv no segundo semestre.


Dando continuidade ao trabalho de fomento e valorização a manifestações artístico-culturais no município, setores que têm impacto direto na economia local e também na economia criativa, a Secretaria da Cultura e Turismo avança na conquista de investimentos e foi contemplada com R$250 mil do programa estadual “Retomada SP”, para realização de atrações em prol tanto aos artistas, inclusive locais, quanto à população. 

O programa, que investe no retorno de festivais, shows e eventos, irá colaborar na realização do Festival Literário de Votuporanga (Fliv), que já está em fase de preparação para ocorrer no segundo semestre; outras 20 cidades paulistas também foram contempladas. 

Fliv 

Em 2006, através de uma iniciativa da Prefeitura, surgiu a Feira do Livro e, depois em 2011, a produtora cultural Cibeli Moretti idealizou o já conhecido e famoso Fliv (Festival Literário de Votuporanga), tornando-se a partir daí, um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, artes e cultura. O evento é realizado pela Prefeitura de Votuporanga e Governo do Estado com apoio de empresas privadas e parceiros. 

A missão do Fliv é a de promover o hábito da leitura, incentivando-o junto à população, desde a infância, por meio de iniciativas que democratizem o acesso aos livros e ao conhecimento 

Em dezembro do ano passado, no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo, o Festival Literário de Votuporanga venceu o Prêmio Governo do Estado de São Paulo para as Artes 2020/2021, na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas, entre outros quatro indicados 

Virada SP Votuporanga 

Nesta semana Votuporanga também foi contemplada com outro programa do Governo para realização da “Virada SP”, projeto que o município, junto a outras 22 cidades paulistas, foi selecionado para promover o evento através de um recurso de R$600 mil; contrapartida do município é responsabilizar-se pela infraestrutura e a produção da atração, assim como os serviços técnicos e logísticos necessários, realização de ações de comunicação e mobilização de público, entre outros critérios contidos na Chamada Pública. Com isso, Votuporanga é automaticamente reconhecida como Capital Cultural e integrará a Rede de Capitais Culturais do Estado de São Paulo. 

Ambos investimentos, que irão colaborar para o setor cultural e artístico do município, têm parceria com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, por meio do Programa Juntos Pela Cultura 2022 e executado pela Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA).