PÉROLAS DA HISTÓRIA – ONU: 75 anos

261

Por Pérola Ferraz

A Segunda Guerra Mundial foi, sem dúvida, um golpe muito duro para a humanidade. Estudos apontam que morreram aproximadamente cerca de 80 milhões de pessoas. Atrocidades como o Genocídio e o Holocausto marcaram o conflito. Somente o Nazismo foi responsável pela morte de mais de 6 milhões de judeus. A Segunda Guerra é considerada, por muitos historiadores, o conflito mais dramático da História da humanidade. Quando terminou a guerra, as nações envolvidas entraram em um consenso e criaram a ONU (Organização das Nações Unidas), com o objetivo e estabelecer a paz no mundo.

A Organização das Nações Unidas (ONU) corresponde a uma organização internacional que reúne países voluntariamente com a intenção de promover a paz, a cooperação e o desenvolvimento mundial. Ela foi criada, oficialmente, em 1945, no dia 24 de outubro, por meio do documento de fundação conhecido como Carta das Nações Unidas. Tem o poder de discutir e tomar medidas necessárias para questões enfrentadas pela sociedade, como a questão da paz mundial, as mudanças climáticas, o desenvolvimento sustentável, os direitos humanos, o desarmamento, o terrorismo, a igualdade de gênero, a produção de alimentos, as emergências de saúde etc.  Sua sede encontra-se nos Estados Unidos, em Nova Iorque, sendo considerada um território internacional. No entanto, há outras sedes em demais localidades do mundo, como na Suíça, Áustria, Beirute, Santiago, entre outras. A ONU possui uma bandeira própria, bem como correios e selos postais. Os idiomas oficiais que permitem que todos os membros possam estabelecer comunicação são seis: inglês, francês, espanhol, árabe, chinês e russo. É composta por seis órgãos principais:

  1. a) Assembleia Geral: constitui a principal assembleia deliberativa da organização.
  2. b) Conselho de Segurança: órgão responsável por garantir a paz e a segurança entre os Estados-membros – único órgão da ONU com poder decisório, sendo, portanto, um dever, o respeito às decisões tomadas por ele.
  3. c) Conselho Econômico e Social: órgão responsável por auxiliar a Assembleia Geral no que tange à cooperação socioeconômica e o desenvolvimento internacional.
  4. d) Conselho de tutela: composto por 5 membros permanentes que compõem o Conselho de Segurança. Suas atividades foram suspensas e reúnem-se apenas quando há situações que exijam a sua atuação na Corte Internacional de Justiça. Também conhecida como Tribunal Internacional de Justiça, é considerada o principal órgão judicial da organização.
  5. e) Secretariado: órgão responsável por fornecer estudos e informações necessárias para que a organização consiga realizar suas reuniões, bem como dirigir os demais órgãos. Os principais objetivos são: manter a paz mundial, desenvolver relações amistosas entre as nações, ser um centro destinado a harmonizar a ação dos povos para a consecução desses objetivos comuns.

Na ultima segunda-feira (21/09), a ONU comemorou 75 anos. O que seria uma grande comemoração não passou de uma série de discussões gravados. O evento começou com a fala do presidente do Brasil Jair Bolsonaro, que mentiu sobre a situação ambiental do Brasil e declarou que a culpa dos incêndios no país é dos índios e caboclos.

Uma organização que deveria servir para reforçar a diplomacia entre as nações e lutar para melhorar a a vida no planeta, acabou sendo palco, mesmo que virtual, de um desfile de líderes que, em sua maioria, tentaram construir uma imagem falsa de seus países e fazendo acordos que jamais serão capazes de cumprir.