Homenagem aos Professores: superação, união e transformação em ano de pandemia

313

Nessa segunda edição da série de reportagens, professores relatam experiências de transformação, tanto pessoal quanto profissional.

O Município de Votuporanga em comemoração ao Dia do Professor, celebrado no dia 15 de outubro, está realizando a segunda edição da série de reportagens com relatos de professores da rede municipal de ensino, contando experiências sobre o ensino/aprendizagem em meio à pandemia por Covid-19 que transformou o cenário educacional no mundo todo.

Superação e união

A professora de Educação Física, Eliana Azevedo, do Centro de Educação Municipal Profª “Ana Ferreira dos Santos” relatou que esse momento foi importante para autoanálise e união de escola e família. “Todo esse processo nos mostrou que somos capazes de nos superarmos e reafirmou a importância da união família e escola”.

Para a professora Keity Araújo, do Centro de Educação Municipal “Profª Vânia Cláudia Guerche Grund”, o momento é de superação e bastante aprendizado e principalmente reinvenção do professor. “Estou aprendendo a utilizar novas ferramentas tecnológicas, a conviver com a incerteza, insegurança e com a angústia de não saber de fato se o ensino remoto está sendo significativo para a criança, mas quando eu recebo a devolutiva dos pais, eu me sinto renovada e pronta para continuar superando os desafios”.

Transformação Pessoal e Profissional

A professora Mary Sônia Nascimento, do Centro de Educação Municipal “Prof. Floriano Marzochi” acredita que mesmo diante dos desafios, este ano servirá como aprendizado para todos e referência para fortalecimento das relações. “Esse ano de 2020 está sendo bem atípico. A minha casa se tornou a sala de aula e foi preciso adequação. Separando a Mary esposa, da mãe, dona de casa e professora, fiz muitas capacitações para oferecer um ensino remoto adequado. Apesar de tudo isso, me senti mais próxima das minhas colegas de trabalho e, juntas, estamos conseguindo enfrentar essa nova realidade. Algumas famílias nos abraçaram e fizeram com que esse ensino se tornasse real, e o fardo ficasse um pouco mais leve. Não foi fácil, mas agora vejo que não será impossível”.

Já Fernanda Cristina Blanco, professora do Centro de Educação Municipal “Pref.º Benedito Israel Duarte”, acredita que a pandemia fez todos olharem para dentro e mudar as prioridades. “Vejo que a sociedade em si mudou e com a educação não foi diferente. Tivemos que reaprender a usar as novas tecnologias, junto com os alunos e suas famílias. Nada substitui uma sala de aula para o professor, o contato com os alunos, de olhar no olho de cada um, de ver o progresso deles ao vivo. Não há nada melhor para um professor do que isso. Não está sendo fácil, mas, de toda forma, acredito que tudo isso vai passar e logo estaremos juntos novamente”.

Empatia e esperança

Glaucia Tassi, professora do Centro de Educação Municipal “Prof. Geyner Rodrigues”, entende que a pandemia surpreendeu a todos e provocou inúmeros desafios, no entanto, ela acredita que sairemos desse momento muito mais fortes do que entramos. “O distanciamento social, a desestrutura familiar e emocional foram, e estão sendo, os desafios que nós e muitas pessoas estão passando. Por isso, foi necessário repensar às práticas diárias de ensino, aprender a usar às novas tecnologias e manter o equilíbrio em meio a tantas dificuldades, pois os alunos, pais e toda a gestão escolar precisam de nós, professores. Eu acredito que apesar de todas as adversidades, sairemos desse momento mais fortes, mais empáticos, com muito mais amor pela profissão que temos, enfim, sairemos muito mais professores”.

Programa “Educação Escolar”

Com objetivo de proporcionar continuidade no aprendizado dos alunos, a Secretaria Municipal da Educação da Prefeitura de Votuporanga implantou o Programa “Educação Escolar” que vem sendo referência para diversas cidades não só da região como também do Estado e do País. Por meio deste programa, estão sendo produzidas atividades impressas e em plataformas de mídias, incluindo gravação de videoaulas por professores da Rede Municipal de Ensino. As salas de aula se tornaram em estúdios de gravação e os professores entenderam que a docência não se restringe a um espaço físico, ela ultrapassa os limites institucionais, o que vem sendo essencial para possibilitar o ensino remoto.

O Secretário Municipal da Educação, Marcelo Batista, explica que esta foi a forma que Votuporanga se organizou para seguir com o aprendizado. “Nós tivemos que nos reinventar e estamos fortalecendo, a cada dia, o caminho de chegar aos alunos e colaborar com as famílias. Nós transferimos as atividades que eram realizadas em sala de aula para os lares das famílias. O maior objetivo é manter vivo o espírito de amor ao ensino, laços familiares e criar uma rotina de estudo em casa. A Secretaria da Educação estruturou inúmeras estratégias para que pudéssemos tocar os nossos alunos neste momento de distanciamento, dentre elas as gravações de videoaulas. Parabenizo todos os profissionais que estão se desdobrando para aprimorar essa nova forma de ensino e a compreensão das famílias, que tem sido grandes parceiras”.