Governo de SP detalha plano para volta às aulas em setembro

524

O governo de SP explicou que o plano vale para as redes pública e privada e todos os níveis de ensino, do infantil ao superior.

O governo de São Paulo anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (24), a retomada das aulas presenciais a partir do dia 8 de setembro. O retorno será feito de forma gradual e em três etapas.

A proposta prevê rodízio de estudantes e uma combinação de aulas presenciais com manutenção do ensino à distância.

As escolas só poderão ser reabertas quando todas as cidades do estado estiverem na fase amarela do plano de flexibilização da economia definido pelo estado.

Para que as escolas reabram, no entanto, será necessário que estado fique pelo menos 28 dias no nível 3 do protocolo definido pelas autoridades para a retomada das atividades em geral. É a chamada fase amarela. No momento, a maior parte do estado está na fase 2 (laranja).

“É importante falar aqui que este protocolo não é para rede estadual e, sim, para o sistema educacional do estado de São Paulo, desde a educação infantil até o ensino superior. Incluindo o que a gente chama de educação suplementar, que são cursos de inglês e outros cursos livres”, afirmou o secretário de Educação, Rossieli Soares.