Em avaliação da Fifa, candidatura do Brasil a sede da Copa do Mundo Feminina supera única concorrente 

721
Copa do Mundo Feminina 2027 — Foto: Divulgação/Fifa

Numa escala de 1 a 5, Brasil tira nota 4; contra 3,7 do consórcio Alemanha, Holanda e Bélgica.


A candidatura do Brasil a sede da Copa do Mundo Feminina de 2027 atingiu uma nota superior à de sua única concorrente – uma união de Alemanha, Holanda e Bélgica – na avaliação de técnicos da Fifa. Numa escala de pontuação que vai de 1 a 5, o Brasil tirou nota 4. A candidatura europeia atingiu a pontuação de 3,7. 

O relatório da Fifa com a avaliação das candidaturas foi publicado na noite desta terça-feira, dez dias antes da votação que vai decidir onde será disputado o próximo Mundial Feminino. 

A votação – da qual participam representantes das 211 associações nacionais de futebol – será realizada durante o Congresso da Fifa, a ser organizado na Tailândia. 

Durante o evento, as duas candidaturas terão 15 minutos para fazer uma apresentação aos eleitores. A delegação do Brasil terá Aline Pellegrino e Formiga em sua delegação. 

No relatório de avaliação, um documento de 92 páginas, em inglês, os executivos da Fifa responsáveis por analisar as duas candidaturas escrevem o seguinte sobre o Brasil: “A candidatura do Brasil oferece bons estádios, construídos especificamente e geralmente configurados para os maiores eventos internacionais, tendo recebido a Copa do Mundo de 2021. Apresenta também uma forte posição comercial, com uma combinação de potencial de arrecadação e de eficiência nos custos. A CBF e o governo brasileiro demonstraram apoio à candidatura e compromisso em sediar o evento, o que é particularmente importante, já que seriam necessários certos investimentos em infra-estrutura e serviços para garantir o sucesso do torneio. Por último, vale a pena notar que, se a candidatura for bem sucedida, a América do Sul seria a anfitriã da competição pela primeira vez, o que teria impacto tremendo da vida do futebol feminino da região.” 

A candidatura do Brasil oferece 10 estádios – quase todos os que foram usados na Copa do Mundo de 2014, com exceção de Arena das Dunas (Natal) e Arena da Baixada (Curitiba). Tanto abertura quanto final seriam no Maracanã. 

A candidatura da Europa prevê treze estádios – cinco na Holanda, quatro na Alemanha e quatro na Bélgica. A abertura seria em Amsterdam, na Johann Cruyff Arena. E a final no estádio do Borussia, em Dortmund. 

No início deste ano, técnicos da Fifa visitaram os países que pretendem receber a Copa do Mundo Feminina de 2027. 

Até a semana passada havia três candidaturas, mas México e Estados Unidos se retiraram da corrida por 2027 para focar seus esforços na tentativa de sediar a edição de 2031 do torneio. 

*Com informações do ge