Com ajuda da ciência entenda como funciona o mundo das cores

252

Por Gustavo Rapassi

As cores provocam diversas reações nos seres vivos e nos objetos, ou seja, em tudo o que vemos. Estas podem ser tanto no aspecto físico quanto no emocional.

Entender como funciona o mundo das cores é fascinante e com ajuda da ciência podemos dividir em duas formas de estudar as cores.

Tudo o que vemos depende da luz e se tem cor é porque tem luz, ou seja, toda cor chega até nossos olhos por ondas de luz.

Quem pinta transforma essa visão de luzes em tintas.

O interessante é que as cores da luz e as cores das tintas são muito diferentes. São tão diferentes que são estudadas por ciências diferentes.

A física estuda os efeitos das cores nos raios de luz e a química estuda os efeitos das cores com pigmentação, ou seja, com os tipos de tintas.

Por exemplo, um exemplo prático pra você entender mais fácil é que as cores que você vê no monitor da TV, do computador ou do celular são emitidas por luzes e as cores de uma impressora muito diferentes, porque são estampadas com tintas ou corantes.

Por isso, quando você for pintar algo você precisa entender que existe uma diferença de tonalidade das cores da luz, do que você vê, para as cores das tintas que você vai misturar.

Isso serve para tipos diferentes de tintas, para lápis de cor, giz ou qualquer outra técnica usada para pintar.

Quando escolhemos uma referência para pintar, por exemplo quando você gostou da cor de uma orquídea, você precisa entender que tem uma diferença das tonalidades que você está vendo, para as tonalidades que você tem nas suas tintas.

Por isso pode ser que sua pintura não fique idênticas a da sua referência.

O importante é você olhar pra sua pintura e ver que ela está transmitindo sua ideia.

Nunca mais fique sem cores na sua paleta, saiba misturar as tintas.

Para saber misturar as cores precisamos entender a sequência da escala cromática estudada pela química, ou seja, a escala cromática das misturas das tintas.

Porque tem também a escala cromática estudada pela física, que é um pouco diferente, mas para pintar o que temos que entender são as misturas com as tintas.

Fica fácil de entender a escala cromática estudada pela química quando ela é feita com um formato circular.

E para começar você pode marcar três pontos, um com as tintas na cor ciano, outo com a cor magenta e outro com a cor amarelo limão formando um triangulo.

A partir daí você vai matizando uma cor na outra, formando um círculo, duas cores de cada vez e você vai ver surgir bem diante dos seus olhos as sete cores e suas variações.

As sete cores são o azul, o ciano, o verde, o amarelo, o laranja, o vermelho e o violeta.

Depois de entender estas misturas você pode também acrescentar banco para clarear ou preto para escurecer.

E assim entendendo essa escala e visualizando essas misturas você vai conseguir fazer todas as tonalidades que você quiser misturando as cores de forma infinita.