Coluna Bastidores

707
  • Antonio Carlos de Camargo – 

Sai ano, entra ano e a história sempre se repete: a guerra em que o mosquito Aedes Aegypti sempre leva a melhor. Pela análise de especialistas, 2020 deverá ser pior ainda, com o aumento explosivo nos casos de dengue, principalmente em nossa região. E tudo isso graças a nós mesmos, cidadãos que não tomam os devidos cuidados, descartando inadequadamente o lixo, mantendo quintais e terrenos baldios imundos, contribuindo para acumular água, criadouros dos mosquitos. Neste caso os menos culpados são as autoridades, a não ser pelo não exercício do poder de polícia, com o devido rigor, contra aqueles que contribuem para o aumento dos índices de infestação do mosquito. Se não houver a ação necessária para coibir o mal, as consequências serão terríveis. É preciso não ignorar que a dengue mata, assim como as demais doenças provocadas pelo mosquito transmissor, como a chikungunya e a zica.

 

Queimadas

Outro acontecimento típico dos meses de Verão e que já começa a ser observado na cidade são as queimadas urbanas. Quem mora em condomínios verticais pode perceber nitidamente os pontos em que as pessoas queimam os detritos de quintais, principalmente folhas de árvores, contribuindo para comprometer o ar que respiramos. Neste caso também a fiscalização deve ser realizada com todo o rigor possível a fim de evitar um procedimento de má vizinhança.

Obras

Uma pessoa ligada ao prefeito João Dado comentou com este colunista sobre a melhora visível do humor do chefe do Executivo. “O Dado anda mais comunicativo, está sorrindo mais e isso é bom”, disse ele. Essa animação toda se deve ao anúncio feito por ele anteontem liberando ordens de serviços para a execução de obras públicas importantíssimas para a cidade, voltadas para a mobilidade urbana, com o prolongamento de avenidas e a criação de um anel viário indispensável para a comunicação entre os bairros. A zona norte de Votuporanga é a mais privilegiada, mas os benefícios se estendem para outras áreas do perímetro urbano.

Estratégia

Animado com a possibilidade de criar uma imagem mais positiva para o seu governo, Dado também abre espaço para amainar o terreno político. A homenagem por ele prestada semana passada ao deputado Carlão é um sinal dessa mudança de comportamento, a busca de aproximação com uma das lideranças mais ativas da comunidade. Dado se esforça para manter a união do grupo que o elegeu e seus dois antecessores com vistas à eleição municipal de outubro.

Coisa & Tal

São 20 participantes, os critérios são idênticos aos seguidos nos anos anteriores, as séries A-2 e A-3 do Campeonato Paulista. O Votuporanguense estreia em casa contra o Juventus. A segunda divisão do futebol de São Paulo é muito forte. Em qualidade técnica supera os campeonatos da maioria dos estados brasileiros. A maioria dos participantes já passou pelo grupo de elite, são times representando cidades de grande porte, a partir da Capital. A expectativa é muito boa entre os torcedores, a diretoria se esmerou para formar um grupo competitivo. Agora é esperar pelo que vai acontecer. Bom campeonato, CAV.