CAV enfrenta o Rio Preto de olho na ponta da tabela  

1025
CAV enfrenta o Rio Preto de olho na ponta da tabela – Foto: Rafa Bento/CAV

O duelo válido pela sexta rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3 ocorre neste domingo, às 10h, no Estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto.


O Clube Atlético Votuporanguense volta a campo neste domingo (11.fev), a partir das 10h, no Estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto, contra o Rio Preto, em duelo válido pela sexta rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3. 

O elenco alvinegro comandado pelo técnico Rogério Corrêa tem duas baixas: Lucas Silva que segue no Departamento Médico e Reinaldo que expulso no empate contra o EC São Bernardo cumpre suspensão. 

O Votuporanguense treinou nesta sexta-feira, sendo pela manhã atletas que não atuaram ou que entraram no decorrer da última partida e à tarde com grupo completo, e recuperação muscular. O último treino de olho no Jacaré ocorre na manhã deste sábado, já que por ser em Rio Preto o duelo, a viagem acontece somente na manhã de domingo, horas antes do jogo.  

Durante as atividades desta sexta-feira, Rogério Corrêa comentou a expectativa de enfrentar um Rio Preto que ainda não venceu no Paulistão A3: “Enquanto tem chance ali, o adversário sempre está motivado, tentando buscar, e a gente sabe que vai ser um jogo difícil. Então acho que a gente está preparado, se prepara uma equipe para isso, para justamente estar atento a todos os detalhes e fazer um nível de jogo como foi feito aqui no último, mesmo com um jogador a menos, um nível de concentração, de dedicação, de comprometimento para buscar os pontos que precisamos.”  

O adversário do Pantera Alvinegro na rodada de fato não vive um bom momento, já que ainda sem vencer no estadual, viu o empate escapar aos 48 minutos da etapa final no duelo contra o União São João, em casa.  

O revés que se somou em duas derrotas e três empates derrubou o técnico Oscar de Souza que entregou o cargo. Para o seu lugar, o Jacaré entregou a missão de salvar a temporada ao treinador José Francisco de Oliveira – o Oliveira.